sábado, 12 de maio de 2012

Equipe da Série C anuncia Zagueiro Leandro Camilo como novo reforço



A diretoria do Brasiliense anunciou a contratação de mais um reforço para a Série C do Campeonato Brasileiro, que tem início ainda neste mês de maio: trata-se do zagueiro Leandro Camilo, de 26 anos, que defendeu o Comercial no Campeonato Paulista desta temporada.

Leandro Camilo, revelado pela Portuguesa Santis, assinou contrato com o Jacaré até o final de 2013. O zagueiro já teve passagens pelo Ceará, Santa Cruz e Paysandu. O novo reforço do Brasiliense agora se junta a Walter Minhoca, Fabão e Baiano, que também foram acertaram com o clube recentemente.
No Grupo B da Terceira Divisão Nacional, o Brasiliense estreia no próximo dia 27, quando visita o Madureira, no Estádio Conselheiro Galvão, no Rio de Janeiro (RJ).
Veja

Com apoio do torcedor, Ceará treinou na tarde da sexta


Antes das atividades da tarde da sexta-feira, o torcedor alvinegro lotou as arquibancadas do estádio Carlos de Alencar Pinto (Vovozão) e acompanhou de perto mais um treino preparatório da equipe, que trabalha de olho na Final do próximo domingo, 13/05.

Após uma conversa com o elenco, o técnico Paulo César Gusmão e sua comissão técnica iniciaram as atividades, realizando trabalhos técnicos e táticos, priorizando o posicionamento e as jogadas de bola aérea. As finalizações também foram o foco e os atletas melhoraram o seu desempenho nos arremates.

Após o treino, os jogadores relacionados seguiram para a concentração, mas amanhã à tarde, PC Gusmão volta a comandar um novo treino. As atividades deste sábado, 12/05, serão realizadas no Vovozão.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Joélson já treina no seu novo clube


A quinta-feira, 10 de maio, foi de muita novidade no CT Alberi Ferreira de Matos. Além da presença do novo comandante abecedista, o treinador Márcio Goiano, que foi apresentado oficialmente ao elenco, mais um contratado se apresentou para o início dos treinamentos.
O novo reforço alvinegro é o atacante Joelson, que estava atuando no Porto/PE, e chega ao Mais Querido com contrato até o final da temporada. O jogador treinou em separado do grupo e participou apenas de um trabalho aeróbio através de uma corrida de 15 minutos.
Joelson, que marcou 13 gols no Campeonato Pernambucano 2012 (os artilheiros da competição são Dênis Marques, do Santa Cruz/PE, e Marcelinho Paraíba, do Sport/PE, com 14 gols), espera desenvolver um bom futebol do ABC.
“Estou feliz com a oportunidade de jogar uma Série B pelo ABC, ano passado tive a oportunidade de subir com o Náutico, e espero poder agora também garantir o acesso aqui. Vou buscar repetir o bom futebol e marcar os gols que fiz no Porto para ajudar o ABC na conquista da vaga para a primeira divisão”, declarou o atacante.
Conheça um pouco mais do novo reforço abecedista:
Joelson França Dias – Joelson
Posição: Atacante
Nascimento: 29/05/1988 (23 anos)
Naturalidade: Nazaré (PI)
Altura: 1m73  Peso: 73 kg
Clubes: Porto/PE (2006-2007), Palmeiras-B/SP (2007), Porto/PE (2008), Sport/PE (2008-2009), Porto/PE (2009), Santa Cruz/PE (2009-2010), Náutico/PE (2010-2011) e Porto/PE (2012).

ABCFC

O que estaria pensando o técnico Mazola?


Não é fácil comandar um time com uma torcida como a do Sport.

A obrigação é de sempre vencer. E vencer bem.

E o Sport não vem vencendo bem.

Foram pouquíssimas vitórias convincentes no PE 2012.

Na copa do Brasil, duas derrotas e uma vitória que também não convenceu.

No final da primeira fase, a postura apresentada foi a de se jogar pelo regulamento.

Conseguiu, mas o torcedor...

E para domingo?

Será que a postura vai ser a mesma? Jogar pelo regulamento?

Se for, haja coração. Ninguém duvida que o Santa Cruz irá para o ataque total.

Se der certo, o leão será campeão e se esquecerá das formações de retranca. E se não der?

Se Mazola armar uma equipe ofensiva e perder o título? Será incoerente com a proposta apresentada até agora.

Qual a formação ideal? Vamos lá...

Magrão. Soberano.

Moacyr. Não deve perder a posição para Renato ou Thiaguinho.

Bruno Aguiar e Ed Carlos serão titulares.

Com a suspensão de Tóbi, abre-se uma vaga. Aílson deve substituí-lo. Ou pode reaparecer Naldinho? Ficando Hamílton como terceiro zagueiro?

Rivaldo esteve bem no clássico na função de lateral esquerdo. Não deve perder a posição para Julinho Goiano ou Renê.

Hamílton. Titularíssimo.

Diogo Oliveira, Naldinho, Marquinhos Paraná e Thiaguinho brigam 2 ou 3 vagas.

Marcelinho Paraíba tem lugar garantido.

Jheimy e Jael. Ou, apenas um dos dois, se aparecer mais um volante na equipe.

São dúvidas que permeiam a mente de Mazola Júnior dois dias antes da decisão.

A frase que mais lembramos nesse instante é...

O MEDO DE PERDER TIRA A VONTADE DE GANHAR.


Faça o seu comentário em...Add a Comment


Por título, Anderson Pedra quer Santa Cruz jogando no erro do Sport



Anderson Pedra sabe a estratégia para que o Santa Cruz vença o rival Sport e fique com o título do Campeonato Pernambucano neste domingo (13). Para o volante, o Tricolor tem de explorar os erros do time adversário.

Apesar de o Sport ter a melhor defesa do Estadual, ao lado de Náutico e Salgueiro, com 23 gols sofridos, o meio-campista acha que é possível superar as dificuldades e triunfar no Clássico das Multidões.

- Vamos tentar explorar os erros do Sport. A gente sabe que o time deles tem uma defesa muito forte, mas nós temos que criar os espaços e aproveitar as chances. O clássico será decidido nos detalhes, declarou.

O jogo decisivo entre Santa Cruz e Sport será neste domingo (13), às 16h, na casa do time rubro-negro.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Com os pés no chão, Jael quer título de presente para a torcida do Sport



Após o empate sem gols diante do Santa Cruz, no Arruda, na primeira partida da final do Campeonato Pernambucano, o atacante Jael afirmou que o grupo está trabalhando intensamente durante a semana para dar um presente ao torcedor do Leão.

De acordo com o camisa 9 do Sport, ele e todo o grupo não irão se poupar até o fim de semana, para que no próximo domingo (13) os torcedores façam a festa na Ilha do Retiro.

“Quero muito presentear a torcida com esse título, importante para nós e para os torcedores. Teremos mais um jogo difícil pela frente, pois o Santa Cruz já mostrou suas qualidades ao chegar à final, mas vamos fazer de tudo para garantir o resultado que nos dê o título”, afirmou.

Por ter a melhor campanha na competição estadual, o Sport joga com o direito de dois resultados iguais para ser campeão. Portanto, mais um empate no domingo (13) garante o título da equipe do técnico Mazola Jr.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Sport na briga para contratar Renato Cajá



 A permanência do meia Renato Cajá na Ponte Preta está cada vez mais complicada. Não bastasse as exigências do Guangzhou Evergrande, da China, a Macaca ganhou concorrência. Portuguesa e Sport também pretendem entrar na briga para contratar o camisa 10.

Grande personagem na campanha do acesso na Série B, Renato Cajá tem contrato por empréstimo com a Ponte até o próximo dia 31 de maio. Após isso, deverá se reapresentar ao clube chinês com quem tem um vínculo até o final de 2014.

A diretoria alvinegra tenta negociar a permanência do meia. No entanto, há vários empecilhos. O Guangzhou não quer mais emprestar o jogador e só aceita negociar em definitivo, o que custaria R$ 3 milhões aos cofres do clube. Além disso, há a questão salarial, já que Cajá recebe algo em torno de R$ 200 mil e, hoje, os campineiros pagam apenas uma parte do valor.

Desde o ano passado, Renato Cajá já foi sondado por vários, entre eles o Palmeiras. Ao que tudo indica, contudo, nenhum deles parece disposto a desembolsar mais de R$ 3 milhões para contar com o atual camisa 10 da Macaca.

Atualmente com 27 anos, Renato Adriano Jacó Morais foi revelado na base do Mogi Mirim. Após deixar o Sapão, o jogador teve passagens por Ferroviária e Juventude. Mas foi em 2008 que ele ganhou projeção nacional pela Macaca, com o vice-campeonato paulista. Em 2009, deixou o time de Campinas e passou por Al-Ittihad (Arábia Saudita), Grêmio e Botafogo, antes de chegar ao Guangzhou.
 
 
Agência Futebol Interior

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Vitória 0 x 0 Bahia Dia 6/5/2012 - Melhores Momentos




Campinense perde para o Sousa e decisão do estadual é adiada


Em partida válida pela final do segundo turno do Campeonato Paraibano 2012, o Campinense perdeu para o Sousa no estádio Amigão, em Campina Grande.
Sem conseguir repetir a atuação da última quarta-feira quando derrotou o Dinossauro pelo placar de quatro a três, o Campinense foi vencido com dois gols marcados por Esquerdinha, um no primeiro tempo e outro no segundo.
Com o resultado negativo, a Raposa terá que disputar mais duas partidas contra o mesmo Sousa para tentar sagrar campeã estadual, sendo a primeira delas em no estádio Marizão, em Sousa, na próxima quarta-feira, 09/05, e a segunda no estádio O Amigão em Campina Grande, no domingo, 13/05.
Os jogadores do Campinense voltam às atividades na tarde desta segunda-feira. Os jogadores que atuaram participarão de um treinamento regenerativo, já os demais terão um trabalho físico-técnico.
Ficha técnica
Estádio O Amigão – Campina Grande
Final do segundo turno do Campeonato Paraibano 2012 – Campinense 0 x 2 Sousa
Arbitragem: José Renato Soares (CBF - João Pessoa)
Auxiliares: Broney Machado (CBF - João Pessoa) e Kyldenn Tadeu (CBF - Patos)
Campinense: Pantera, Breno, Diego Padilha e Luciano Tandera (Marquinhos Marabá); Madson, Charles Wagner, Anderson Paulista, Adriano Felício e Renatinho Carioca (Gilvan); Warley e Potita (Anderson Oliveira).
Técnico: Freitas Nascimento
Sousa: Anderson, Eduardo Recife, Alysson, Aderaldo e Camilo. Misso, Xinho, William (Jefferson) e Esquerdinha; Vitinho e Eduardo Rato (Anderson Kamar).
Técnico: Suélio Lacerda
Cartões amarelos: Anderson, Eduardo Recife, Alysson e Xinho para o Sousa;
Gols: Esquerdinha (x2) para o Sousa.

CampinenseClube

Ceará e Fortaleza ficam no empate


Hoje à tarde, o Ceará enfrentou o Fortaleza, no primeiro jogo da Final do Campeonato Cearense 2012. O time alvinegro fez um bom jogo e foi melhor durante toda a partida, mas o resultado ficou no 0 x 0.

O primeiro tempo começou com os dois times buscando o campo de ataque. Logo aos três minutos, Rogerinho cobrou falta da entrada da área, mas o goleiro adversário defendeu. Na sequência, Jaílson chutou, mas Fernando Henrique defendeu bem a meta alvinegra.

Aos 17 minutos o Vozão levou muito perigo à defesa adversário. Mota fez ótimo cruzamento para Felipe Azevedo, que cabeceou colocado, mas o goleiro João Carlos defendeu novamente.

Com 34 minutos, o árbitro Heber Roberto Lopes/PR assinalou falta duvidosa da defesa alvinegra e, em seguida, expulsou o técnico Paulo César Gusmão. Depois disso, o duelo ficou mais disputado e as duas equipes não criaram chances claras de gol, encerrando a etapa inicial em 0 x 0.

O segundo tempo começou ainda mais disputado. Os dois times mostraram força no setor defensivo e a primeira finalização surgiu aos dez minutos, quando Mota recebeu de Márcio Careca e chutou de primeira, porém, a zaga travou o lance e a bola ficou com o goleiro João Carlos.

Reina e Romário entraram na equipe, com o objetivo de dar mais movimentação no ataque. Aos 32 minutos, Mota recebeu de Romário e chutou, mas a zaga adversária travou o lance. Na sequência, Misael entrou na vaga de Mota.

A etapa final seguiu sem grandes emoções, mas aos 36 minutos, Misael recebeu ótimo passe de Reina, deixou o zagueiro para trás e chutou forte, mas a bola bateu na trave. Dois minutos depois, Romário deu dois dribles no zagueiro do Fortaleza e chutou cruzado, mas a bola passou na frente do gol e saiu.

Aos 44 minutos, Romário teve mais uma grande chance. O camisa 18 recebeu na entrada da área e cabeceou colocado, buscando o canto direito de João Carlos, mas a bola saiu pela linha de fundo, fechando o resultado em 0 x 0.

Agora, o Vozão se prepara para o jogo de volta, que vai acontecer no próximo domingo, 13/05, também no PV.


cearasc

ABC 0 x 2 América - Os gols do Campeão Potiguar 2012




http://www.blogdogringo.com.br/

domingo, 6 de maio de 2012

Santa Cruz e Sport ficam no empate no Arruda



Num clássico marcado pela tensão dos primeiros aos últimos lances, Santa Cruz e Sport empataram por 0 a 0, no Arruda, na primeira partida da final do Pernambucano. Apesar do placar em branco e do jogo truncado, as duas equipes tiveram boas chances. Com uma postura mais agressiva, os tricolores estiveram melhor, principalmente na segunda etapa, mas são os rubro-negros que chegam com a vantagem do empate para o confronto da Ilha do Retiro.

Apesar dos treinos secretos, havia pouco o que esconder. E isso ficou comprovado nas escalações das duas equipes. As únicas novidades foram as ausências de Marquinhos Paraná pelo lado do Sport e de Geílson pelo do Santa Cruz. Do lado rubro-negro, a ausência foi de ordem médica e do coral, uma questão de opção do técnico Zé Teodoro. Entraram Diogo Oliveira e Caça-Rato. Vale ressaltar ainda que os lados esquerdos dos dois times traziam peculiaridades. Enquanto o volante Rivaldo fora improvisado na lateral, Renatinho fazia as vezes de um ponta, prendendo Moacir.

A primeira chance da partida foi tricolor. Em boa jogada, aos sete minutos, Renatinho chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro. No rebote de Magrão, Vágner bateu forte, por cima da barra. Desde os minutos iniciais, a tensão que envolvia a partida era evidente. Além disso, o gramado escorregadio deixava o jogo muito truncado. E essas eram as melhores chances do Sport. A partir dos 15 minutos, a consistência da marcação rubro-negra deixou o Leão com o controle do meio de campo. Mas foi o Santa Cruz quem chegou com perigo novamente. aos 27, o lateral Diogo arriscou de longe e obrigou Magrão a espalmar para evitar o gol. Dois minutos depois, foi a vez de Luciano Henrique assustar em lance parecido.

Mas foi do Sport a grande chance do primeiro tempo. Em boa subida pela direita, aos 39 minutos, Moacir entrou na grande área e tocou rasteiro para Jheimy, que passou rapidamente para Jael. O centroavante leonino girou em cima do marcador e bateu no canto direito de Tiago Cardoso, que numa linda defesa, mandou a bola para a linha de fundo.

Apesar de os treinadores não terem feito nenhuma alteração no vestiário, os tricolores voltaram para o segundo um pouco melhores. Embalados pela torcida, que acordou, os comandados de Zé Teodoro chegaram com perigo em duas oportunidades, antes dos dez minutos. Uma delas, com Caça-Rato e a outra com Luciano Henrique. Mazola tentou deixar seu meio campo mais veloz, substituindo Jheimy pelo meia-atacante Marquinhos Gabriel. Com isso, Marcelinho foi adiantado para o lado de Jael. Logo em sua primeira participação, Marquinhos finalizou com perigo.

Com o Santa Cruz mais agressivo, a partida cresceu bastante em emoção. E os rubro-negros pareciam começar a se perder em sua principal virtude na partida até então: a marcação. Tudo isso deixou o jogo ainda mais tenso. A primeira boa oportunidade leonina na etapa final nasceu em um contra-ataque. Enfiado na grande área, Moacir teve tempo para pensar, mas acabou tomando uma decisão errada. Com outros três companheiros em condições de finalizar, ele resolveu chutar, mas isolou a bola.

Aos 39, Carlinhos Bala, que entrara na vaga de Natan, assustou a torcida rubro-negra. Depois de passar de pé em pé no ataque coral, a bola sobrou para Carlinhos Bala, que buscou o canto esquerdo de Magrão, mas acabou raspando a trave e se perdendo pela linha de fundo. Os rubro-negros tiveram boas chances em bolas aéreas na reta final, mas o placar seguiu em branco.


SANTA CRUZ
Tiago Cardoso; Diogo, Vágner, William Alves e Renatinho; Anderson Pedra (Chicão), Memo, Luciano Henrique (Branquinho) e Natan (Carlinhos Bala); Caça-Rato e Dênis Marques. Técnico: Zé Teodoro.

SPORT
Magrão; Bruno Aguiar, Tobi e Edcarlos; Moacir, Hamilton, Diogo Oliveira, Marcelinho Paraíba (Thiaguinho) e Rivaldo; Jheimy (Marquinhos Gabriel) e Jael. Técnico: Mazola Júnior.

Local: Arruda.
Árbitro: Neilson Santos.
Assistentes: Elan Vieira e Charles Rosas.
Cartões amarelos: Diogo, Bala (Santa), Edcarlos, Marcelinho Paraíba, Tobi e Hamliton (Sport).

Celso Ishigami - Diario de Pernambuco

Horizonte goleia Crato e conquista a Taça Padre Cícero


Horizonte conquistou seu seu segundo título (FOTO: Bia Nogueira)
O Horizonte conquistou a Taça Padre Cícero após golear o Crato por 5 a 1 na tarde deste sábado (5) no estádio Domingão. O Galo do Tabuleiro já havia vencido a partida de ida por 4 a 2 e poderia até perder o jogo. Clodoaldo, o novo reforço do clube, acompanhou a vitória do Horizonte na arquibancada.
Mesmo com a vantagem conquistada na primeira partida final, o Horizonte não se intimidou e abriu o placar aos 12 minutos da etapa inicial. Quem marcou o primeiro foi o lateral Jhony. Com a posse de bola e criando os lances de maior perigo da partida, o Galo ampliou o marcador ao 39. Desta vez, o zagueiro João Paulo driblou o goleiro do Crato e mandou para o fundo do gol.
Já no segundo tempo, o Crato continuou sem levar perigo ao Galo, que marcou mais um. Aos 13 da 2ª etapa, foi a vez de Elanardo marcar. O atacante bateu o pênalti no canto esquerdo, Mondragon ainda tocou na bola, mas não evitou o terceiro gol.
De maneira tranquila, o Galo chegou ao quarto gol. Mais um vez, Johny se apresentou como atacante, dominou e bateu e foi para o abraço aos 28 minutos da etapa final.
A goleada não acabou por aí. Já aos 37, o atacante Luquinha subiu sozinho e acertou uma bela cabeçada após cruzamento da direita. O Crato ainda marcou o gol de honra com Victor, de pênalti, aos 40 minutos.
Com a goleada, o Horizonte sagra-se bicampeão da Taça Padre Cícero. Quem comemorou na arquibancada, foi o novo reforço do clube, o baixinho Clodoaldo.
Jangadeiro