sábado, 1 de setembro de 2012

Sampaio entra em campo neste domingo defendendo invencibilidade na Série D



O time do Sampaio Corrêa realizou um treino para desintoxicação dos músculos dos seus jogadores, hoje à tarde, no Clube Estado na cidade de Vilhena-RO. A viagem, que foi feita de avião no primeiro trecho, São Luís a Porto Velho, e de ônibus na segunda parte Porto Velho a Vilhena. uma viagem tranquila, porém muito cansativa.  A delegação boliviana chegou no Hotel Portinary, onde está alojada, por volta das 11h do dia 01/09.

O técnico Flávio Araújo aproveitou a tarde para comandar o último treino, antes do jogo contra o Vilhena-RO, que será realizado neste domingo, às 18h, no Estádio Portal da Amazônia. O Sampaio defenderá a sua invencibilidade.

No Brasileiro, o Tubarão venceu todas as partidas que realizou na primeira fase do Brasileiro da Série D 2012. O tricampeão maranhense é o único que tem 100% de aproveitamento nas quatro divisões do Campeonato Brasileiro.

Sampaio Correa

América-RN 2 x 2 Vitória-BA - Os Gols



http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5?feature=watch

Guarany de Sobral estreia mais um técnico contra o Santa Cruz



Segurando a lanterna do Grupo A da Série C com apenas quatro pontos e estreando o terceiro técnico efetivo em dois meses, o Guarany, no Junco, recebe neste domingo (2), às 16h30, o Santa Cruz,  que ocupa terceira colocação com 13 pontos ganhos  e vem embalado após golear o Águia de Marabá por 6 a 1.
Novo comandante do Bugre, Vladimir de Jesus (ex-preparador físico de Ceará e Fortaleza) terá um time cheio de mudanças. Durante a semana a diretoria do clube sobralense dispensou cinco atletas do elenco profissional.
Para o duelo contra o bicampeão pernambucano o novo técnico do Guarany terá a sua disposição sete reforços que já estão regularizados. São eles: o meia Marcinho , os volantes Fabinho Romão e Alício, o lateral esquerdo Jefferson, o meia Luiz Fernando e os zagueiros Júnior Alves e Douglas.
Já o tricolor de Pernambuco está praticamente definido pelo técnico Zé Teodoro e deve entrar em campo com a seguinte formação: Fred, Maisena, Édson Borges, William e Tiago Costa; Memo, Chicão, Weslley e Leandro Oliveira; Fabrício Ceará e Dênis Marques.
Jangadeiro

Resultados, Classificação e Próximos jogos da Série C

10ª RODADA
1/09 - 16h00Águia-PA0 x 0Fortaleza-CE
2/09 - 16h00Icasa-CExCuiabá-MT
2/09 - 16h00Treze-PBxSalgueiro-PE
2/09 - 16h30Guarany-CExSanta Cruz-PE
2/09 - 18h00Luverdense-MTxPaysandu-PA

Grupo A
 ClubePGJGVIEMDEGPGCSG%A
1 Luverdense-MT2197021812677.8
2 Fortaleza-CE2110631135870.0
3 Santa Cruz-PE1393421912748.1
4 Salgueiro-PE1393421713448.1
5 Paysandu-PA139342119248.1
6 Águia-PA13103431418-443.3
7 Icasa-CE119324912-340.7
8 Cuiabá-MT89153710-329.6
9 Treze-PB79216817-925.9
10 Guarany-CE491171018-814.8

Neymar não enfrenta Sport neste domingo



O atacante Neymar não poderá entrar em campo para reforçar o Santos neste domingo, contra o Sport, na Ilha do Retiro. O principal jogador do Peixe está com uma séria indisposição intestinal e será preservado pelo departamento médico para se recuperar completamente. Em seu lugar, o jovem Victor Andrade deverá ser escalado no ataque alvinegro.

Os exames que acusaram os problemas de Neymar foram realizados na manhã deste sábado. Após as avaliações médicas, o clube chegou à conclusão de que as anomalias apresentadas pelo organismo do atleta surgiram em decorrência da forte gripe que o atacante contraiu na última semana.

Mesmo doente, o atleta esteve em campo para ajudar o Santos na última rodada, mas não pôde contribuir para evitar a derrota por 3 x 1 para o Bahia, na Vila Belmiro. Sua atuação discreta, entretanto, não influenciou no comportamento dos torcedores nas arquibancadas e fez com que o jogador fosse um dos únicos poupados pelas críticas após o término do confronto.

Convocado para a Seleção Brasileira, Neymar poderá fazer o seu último jogo pelo Peixe no próximo dia 12. Esta será a partida derradeira antes de prestar seus serviços à equipe nacional. A relação para o time de Mano Menezes deixará o atacante de fora dos jogos contra Fluminense e São Paulo e abrira espaço para Felipe Anderson e Victor Andrade voltarem a mostrar seu futebol na equipe principal.


SuperEsportes
Foto: Ricardo Saibun / Divulgação Santos FC

Campinense derrota CSA e fica próximo da classificação



Em partida válida pelas oitavas de final do Campeonato Brasileiro da Série D 2012, o Campinense venceu o CSA pelo placar de dois a um no estádio O Amigão, em Campina Grande.
Jogando em casa, o Campinense já inicia a partida pressionando a equipe alagoana em busca do primeiro gol, que não demora a sair, pois logo aos doze minutos de jogo Ferreira cobra escanteio preciso na cabeça do atacante Warley que empurra a bola para o fundo da rede.
Logo após o gol sofrido e sentindo a pressão rubro-negra, o técnico do CSA, Lourival Santos, faz a primeira substituição do jogo tirando um atacante e em seu lugar colocando um zagueiro. A mudança surte efeito e o Azulão consegue equilibrar a partida, mesmo assim ainda é o Campinense quem manda no jogo durante todo o primeiro tempo, criando mais jogadas de perigo.
Para a segunda etapa, o CSA volta com mais disposição de buscar o resultado fora de casa, obrigando o goleiro Pantera a fazer belas defesas. Aos trinta e três minutos, em cobrança de falta de Ronaldo, a bola acaba por finalmente entrar na meta cartola.
A essa altura parecia que o resultado da partida já estava definido, mas aos quarenta e quatro minutos Fernandes rouba a bola, avança para a linha de fundo e toca para Marquinhos Marabá, o talismã da Raposa, marcar o gol da vitória do Campinense e dar número finais ao placar.
Com o resultado o Campinense quebra a invencibilidade do CSA e vai à Maceió precisando de um empate na partida de volta que acontece no próximo domingo, 09/09, no estádio Rei Pelé, às 17h.
A reapresentação do elenco cartola acontece na próxima segunda-feira, às 15h30, no estádio O Renatão.
Ficha técnica
Estádio O Amigão – Campina Grande/PB
Oitavas de final do Campeonato Brasileiro da Série D 2012 – Campinense 2 x 1 CSA
Arbitragem: Emerson Luiz Sobral (CBF - Pernambuco)
Auxiliares: Jossemmar J. Diniz Moutinho (CBF - Pernambuco) e Elan Vieira De Souza (CBF - Pernambuco)
Campinense: Pantera, Ferreira, Breno, Ben Hur e Renatinho; Charles Wagner, Anderson Paulista, Fernandes e Adriano Felício (Izaías); Warley (Marquinhos Marabá) e Eduardo Rato (Rafael Ibiapino).
Técnico: Freitas Nascimento
CSA: Flávio, Leandrinho, Leandro, Adalberto e Celico; Levi, Jucemar Gaúcho; Ronaldo e Jônatas (Cleberson); Safira (Washington) e Paulinho Macaíba (Robério).
Técnico: Lourival Santos
Cartões amarelos: Anderson Paulista, Ben-Hur, Renatinho Carioca e Breno para o Campinense; Washington e Levi para o CSA
Gols: Warley e Marquinhos Marabá para o Campinense; Ronaldo para o CSA.
Público pagante: 4.616
Público não pagante: 355
Público total: 4.971
Renda: R$ 45.820,00

Águia não consegue passar pelo Fortaleza


O Águia de Marabá empatou em 0 a 0 com o Fortaleza-CE, na tarde deste sábado (1), e perdeu mais dois pontos dentro de casa. A partida abriu a 10ª rodada do grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C. O resultado manteve o time marabaense na sexta posição da sua chave, com 13 pontos. Porém, se o Icasa-CE vencer deste domingo (2) chega a 14 pontos e derruba o Águia para a sétima colocação.

O primeiro tempo foi melhor para o Águia de Marabá. O time paraense mandou no meio-campo e até chegou mais no ataque, mas não teve muitas chances claras de gol. A partir dos 25 minutos, o Tricolor do Pici tentou reagir e levou perigo em duas cobranças de falta.

O Fortaleza-CE iniciou o segundo tempo melhor, mas o Azulão equilibrou na posse de bola logo nos primeiros minutos. Aos 23 minutos, Geraldo puxou contra-ataque e lançou Waldisson que quase marca. O Águia reagiu aos 29 minutos e quase faz o primeiro gol com uma jogada individual do lateral-direito Ivonaldo. Depois dos 30 minutos o jogo ficou aberto, com as equipes chegando no campo de ataque e perdendo boas oportunidades.

A próxima partida do Azulão na 3º Divisão será fora de casa, no domingo (9), contra o Cuiabá-MT, na capital mato-grossense, às 16 horas. Para não se afastar muito do G4, o time de Marabá nem pode sonhar com uma nova derrota na 11ª rodada. O Fortaleza-CE joga novamente contra o Luverdense, também no domingo (9), às 17 horas, em Fortaleza (CE).

(Felipe Melo/DOL)

América-RN e Vitória-BA ficam no empate



América e Vitória empataram em 2 a 2 nesta tarde de sábado no estádio Nazarenão, em Goianinha, jogo válido pela vigésima-primeira rodada da Série B. Lúcio Curió abriu o marcador para o alvirrubro aos 22 minutos do primeiro tempo e Victor Ramos empatou aos 35, de cabeça.

Na etapa complementar, o Vitória virou o jogo através de Wellie, logo aos 7 minutos. O zagueiro americano Cléber deixou tudo igual no Nazarenão. Com este resultado, o América chegou aos 32 pontos na tabela de classificação. O Vitória continua líder da Série B, com 48 pontos.

Foi um bom jogo, principalmente na segunda etapa. Duas equipes buscando a vitória, jogando pra frente. O Vitória com grandes nomes como Pedro Ken (o melhor em campo) e Willie. No América, destaque para Ricardo Baiano, um verdadeiro guerreiro anulando William e Elton.

Dida fez uma defesa milagrosa no segundo tempo, enquanto o Vitória também escapou de levar o terceiro gol numa bola de Max que Deola fez grande defesa.

Foi um bom jogo e um resultado justo.

Foto: Marcelo Montenegro - Assessoria América F.C.

ABC empata e Técnico balança no cargo


Em um jogo amarrado e de forte marcação, o ABC ficou no empate em 0 a 0 com o Joinville-SC, time do treinador Leandro Campos, e chegou ao sexto jogo sem vitória na Série B do Campeonato Brasileiro, deixando o técnico Ademir Fonseca na corda bamba.

Com o resultado o alvinegro segue em situação de risco na 16ª posição com 22 pontos, três acima do Guaratinguetá que abre a zona de rebaixamento. Já o Joinville segue caiu para a 4ª posição com 38 pontos.

O ABC volta a jogar na terça-feira contra o lanterna Grêmio Barueri-SP na terça-feira às 21h50 no Frasqueirão. Já o Joinville-SC sai para enfrentar o Guarani em Campinas.

Ficha Técnica

Joinville: Ivan; Eduardo, Pedro Paulo, Maurício, Gilton, Glaydson; Ricardinho (Ramon), Carlos Alberto e Marcinho Adailton (Jailton) e Lima. Técnico: Leandro Campos

ABC: Andrey; Pedro Silva, Flávio Boaventura, Airton; Bileu (Elielton), Guto, Walter Minhoca (Fábio Neves) e Serginho; Éderson e Adriano Pardal. Técnico: Ademir Fonseca.

Júlio Rocha, DIARIODENATAL.COM.BR 
Foto: ABCFC

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Resultados, Classificações e Próximos Jogos















































Panorama Esportivo

terça-feira, 28 de agosto de 2012

ABC cede empate ao Ipatinga


Mesmo tendo virado o placar e com chances de matar o jogo, o ABC cedeu o empate em 2 a 2 para o Ipatinga-MG na noite desta terça-feira na abertura do returno da Série B do Brasileiro. Com o resultado o alvinegro chegou ao quinto jogo seguido sem vencer.

Os gols do ABC foram marcados por Gedelison contra e Éderson, enquanto que Márcio Diogo e Wellington Bruno fizeram para os mineiros. Com o empate, o ABC permanece na 16ª posição com 21 pontos, agora apenas três pontos acima do Guarantinguetá que abre a zona de rebaixamento.

Na próxima rodada o ABC vai até Santa Catarina encarar o Joinville-SC do técnico Leandro Campos no sábado às 16h. Já o Ipatinga enfrenta o Atlético-PR na sexta às 21h50.

O JOGO

O ABC parecia que tomaria conta do jogo, mas logo aos 5 minutos o Ipatinga aproveitou a oportunidade com Márcio Diogo que recebeu passe na área e tocou na saída de Andrey abrindo o placar.

A torcida alvinegra começou a vaiar o time que só chegou com perigo aos 19 minutos com Adriano Pardal que parou em bela defesa do goleiro mineiro. O ABC não desanimou e aos 35 minutos após cruzamento na área Adriano Pardal desviou e o zagueiro Gedeilson tentou cortar, mas colocou a bola nas redes e conseguiu o empate antes do intervalo.

Na segunda etapa, o alvinegro partiu para o ataque e aos 5 minutos conseguiu a virada após boa jogada de Pardal que cruzou para Éderson que soltou a bomba e marcou o segundo do ABC. O alvinegro dominou a partida e quase fez o terceiro aos 21 com Pardal, mas o goleiro salvou o Ipatinga.

O time mineiro apostou no contra-ataque e conseguiu o empate aos 24 minutos após jogada de Welington Bruno que driblou a zaga e chutou forte para balançar as redes. O alvinegro não desanimou e quase fez o terceiro aos 31 minutos com Éderson, mas o goleiro Helton salvou com o pé. O ABC ainda pressionou, mas o gol da vitória não saiu.

Ficha Técnica
ABC: Andrey, Pedro (Ivan), Flávio, Vinícius (Leandrão) e Airton; Bileu, Guto, Jerson e Raul (Diego); Éderson e Adriano Pardal
Ipatinga: Helton Leite; Gedeílson, Tiago Alencar, Eron e João Vitor; Anderson Uchoa, Max Carrasco, Wellington Bruno e Vinicius Kiss (Jonatan); Márcio Diogo e Bruno Batata


Júlio Rocha, DIARIODENATAL.COM.BR


Vitória vence Barueri e dispara na liderança



Contente com a boa fase e com a possibilidade cada vez maior de voltar à elite do futebol nacional, a torcida do Vitória fez uma grande festa e cantou ainda mais orgulhosa na noite desta terça-feira, 28, no Barradão: viu o seu time bater o Barueri por 1 a 0 e se reafirmar como líder isolado da Série B do Campeonato Brasileiro.
Com mais este triunfo, o rubro-negro soma agora 47 pontos ganhos, cinco a mais do que o segundo colocado, o Criciúma, time cuja partida válida pela 20ª rodada ainda está a acontecer, no interior de São Paulo, contra o Guaratinguetá. Com a derrota em Salvador, o Barueri segue como o clube mais ameaçado de rebaixamento à Série C: permanece com 10 pontos ganhos na última colocação.
Em noite marcada pela celebração do aniversário de Uelliton, que foi saudado com festa pela torcida, foi um outro volante rubro-negro quem despertou a euforia das arquibancadas: aos seis minutos do segundo tempo, Michel recebeu passe de William na grande área e tocou rasteiro na saída de Fernando Leal.
Antes, no primeiro tempo, o rubro-negro havia encontrado muitas dificuldades para se articular e, embora tivesse assumido o controle das ações, parou na boa marcação do time paulista e criou poucas chances reais de gol. Para completar, preocupou o seu torcedor ao desperdiçar a melhor oportunidade de sair na frente do placar, aos 42 minutos, quando Fernando interviu com uma grande defesa no pênalti cobrado por Pedro Ken. Na segunda etapa, o Leão se impôs, dominou completamente o adversário e somente não ampliou o escore porque o ex-Vitória Fernando Leal esteve em noite inspirada.
A princípio sem desfalques, já que os seus jogadores pendurados não foram advertidos com cartões amarelos, o Vitória volta a campo às 16h do próximo sábado, 1, contra o América-RN, em Natal; o Barueri joga um dia antes, às 21h, contra o ASA, na Arena Barueri.
Início complicado - Rechaçado pelo Barueri, que impôs uma forte marcação desde o começo do primeiro tempo de jogo no Barradão, o Vitória teve dificuldades para se organizar em campo e, embora tivesse dominado a partida, esbarrou na zaga do time visitante e criou poucas chances reais de gol.
Mas não faltou vontade: apesar do descompasso no setor ofensivo, a equipe de Paulo César Carpegiani chegou a encurralar o time paulista e somente não saiu na frente do placar porque, aos 42 minutos, o goleiro Fernando Leal fez uma grande defesa e mandou para fora a bola disparada no canto por Pedro Ken, em pênalti que fora provocado por infração a uma jogada individual de Élton na grande área.
Antes, nos primeiros minutos, o Grêmio Barueri, então com a marcação e com os dois alas adiantados, já havia criado três boas oportunidades para inaugurar o placar: aos oito minutos, Marcelinho Paraíba fez boa jogada individual e arriscou chute de direita, mas Deola mandou para fora; três minutos depois, Henrique Dias aproveitou bola na área e, com um chute cruzado, mandou muito perto da trave direita rubro-negra; aos 15, mais uma vez na grande área do Leão, Marcelinho tentou mais uma vez, mas o seu disparo passou longe do gol.
Jogador mais acionado do time baiano na primeira etapa, além de ter malogrado uma cobrança de pênalti, Pedro Ken protagonizou também as outras melhores chances do Leão: aos 26, fez jogada individual, entrou na área e, de esquerda, mandou a bola na rede pelo lado de fora; aos 39, cobrou escanteio na área e serviu Victor Ramos, que, de cabeça, mandou a bola ao lado; o camisa 8 do Leão também foi o principal alvo das infrações do Barueri e foi quem mais cobrou as faltas ofensivas, mas não causou perigo em nenhuma delas.
Melhora e domínio - Defender-se no lado em que a parte mais fervorosa da torcida do Vitória se aloca - atrás do gol de sentido à Avenida Paralela - é uma tarefa mais espinhosa para os times que visitam o Barradão do que resistir às investidas do time baiano quando ele está a atacar para a outra parte do campo. Este fator não justifica o resultado final, mas decerto foi preponderante para a manutenção do ritmo mais forte com que a equipe de Carpegiani atuou durante a segunda etapa: a torcida jogou junto com o time.
O treinador rubro-negro tirou Willie e colocou Tartá em seu lugar, com a proposta de explorar melhor os lados do campo e conter as investidas dos alas do time paulista, outrora tão proeminentes na etapa inicial. A modificação combinou com uma mudança de postura e o Vitória, então, não deu chances ao Barueri. O gol não demorou a sair: William roubou bola na intermediária, conduziu livre e esperou a passagem de Michel pela direita para servir o volante, que tocou na saída de Fernando Leal e sacudiu o Barradão. 1 a 0!
Daí em diante, embalado pelo seu torcedor, o Vitória manteve o ritmo forte até meados dos 30 minutos e por pouco não somou mais números ao seu saldo de gols. Aos oito minutos, William recebeu passe na área e rematou rasteiro; Fernando defendeu com os pés. Élton tentou de bicicleta, aos 11, mas mandou para fora. Um minuto depois, Michel cruzou pelo lado direito e serviu William, mas o disparo do atacante explodiu na zaga e foi para fora.
O rubro-negro seguiu em cima, mas parou no seu ex-jogador Fernando Leal: o goleiro ainda barrou chute rasteiro de Élton, aos 31 minutos, e cabeçada no canto de Victor Ramos, aos 36. O Barueri, por sua vez, havia chegado com perigo somente aos 21 minutos, por intermédio de falta venenosa cobrada por Marcos Pimentel; Deola espalmou. A bravura do time paulista valorizou ainda mais o triunfo rubro-negro, que, apesar de vitorioso com um placar ínfimo, se comportou mais uma vez como gigante e cravou mais uma passada larga no caminho rumo à Série A.

Vitória 1x0 Barueri - 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: Terça-feira, 28 de agosto.
Horário: 19h30.
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (RJ).
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Ramires Santos Candido (ES).
Gol: Michel (aos seis minutos do segundo tempo) para o Vitória.
Cartões amarelos: Fernando Bob (Vitória); André Luiz e Roger (Barueri).
Público: 13.299 pagantes.
Renda: R$ 179.330,00.
Vitória: Deola; Nino Paraíba (Rodrigo), Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gilson; Uelliton, Michel (Fernando Bob), Pedro Ken e Willie (Tartá); Élton e William. Técnico: Paulo César Carpegiani.
Barueri: Fernando; Anderson Sales, Alex Lima, André Luiz e Márcio; Alê, Dionísio, Rafael Chorão (Tadeu) e Marcelinho Paraíba; Henrique e Roger (Marcos Pimentel). Técnico: Evandro Guimarães.

A Tarde

Assembléia Legislativa homenageia ACDP


A Assembleia Legislativa do estado de Pernambuco realizou, nesta terça (28 de agosto), uma sessão solene em homenagem aos 90 anos da ACDP. A proposta partiu do deputado Aluísio Lessa, do PSB. A entidade foi a primeira do Brasil a reunir jornalistas dedicados à cobertura de eventos esportivos. 

A associação participa ativamente de todos os momentos do esporte pernambucano, acompanhando delegações e marcando presença nas competições nacionais, sul-americanas e copas do mundo. 



Atualmente, numa parceria entre a entidade, o Governo do Estado e a Universo, os cronistas realizam um curso intensivo de inglês, para que se comuniquem melhor com os visitantes estrangeiros durante a Copa das Confederações, em 2013, e a Copa do Mundo, em 2014, que acontecem no Brasil.

O deputado José Maurício, do PP, abriu a reunião, destacando que o jornalismo esportivo pernambucano está de parabéns pelo pioneirismo da associação, nas comemorações de nove décadas de intenso trabalho. 



Aluísio Lessa afirmou que o Legislativo reconhece a importância histórica de vários cronistas que levam alegria ao torcedor por meio de narrações empolgantes. O presidente da Associação, Iranildo Silva, ressaltou que a categoria exerce um verdadeiro sacerdócio, e está muito feliz com a passagem da data e, mais ainda, com a iniciativa da Assembleia.

Durante a cerimônia, doze profissionais de destaque da crônica esportiva pernambucana receberam uma placa alusiva à data. José Bezerra, Claudemir Gomes, Lenivaldo Aragão, Paulo Moraes, Stênio José, Amaral Dutra, Luiz Cavalcante, Ralf de Carvalho, Ivan Feitosa e Geórgia Kyrilos. (V.B.)


Fotos: Genival Paparazzi

Ceará busca reabilitação contra o América-MG



Depois de emplacar três vitórias consecutivas, o Ceará foi derrotado pelo Vitória e voltou a de distanciar do G4. Agora o Vovô encara o América-MG nesta terça-feira (28), às 21h50, no Estádio Independência, precisando dos três pontos para se recuperar na Série B.
Para o confronto em Belo Horizonte, o Ceará terá dois desfalques: o volante Juca e o lateral direito Paulo Sérgio, ambos suspensos por terem recebido o terceiro cartão amarelo. A tendência é que Apodi e Jardel assumam as respectivas posições.
Paulo César Gusmão faz mistério em torno do setor de criação. Titular na últimas quatro partidas, Bruninho não jogou bem contra o Vitória e deve sair do time. Magno, que estreou pelo alvinegro no tropeço da última rodada, pode aparecer na escalação inicial.
Também existe a possibilidade do treinador recuar Mota para o meio de campo, promovendo a entrada de Robert no ataque formando dupla com Itamar.
De resto, o Ceará vai tentar vencer pela primeira vez o América-MG em território mineiro com a mesma base das partidas anteriores.
Coelho desfalcado
O América-MG que iniciou bem na Série B, mas caiu de produção e terminou o primeiro turno na 7ª colocação, tem problemas para enfrentar o Ceará. Além de Bryan expulso na derrota contra o Ipatinga, o técnico Milagres não terá a sua disposição os meias Gilberto e Rodriguinho, o volante Dudu e o atacanteRodrigo Pimpão.
O atacante Alessandro, que se recupera de lesão muscular, foi relacionado para a partida, mas vai fazer testes para saber se terá condições de jogo. O atacante Ewerthon, ex-Corinthians, Borussia Dortmund-ALE, Palmeiras e Seleção Brasileira e que foi contratado pelo clube mineiro não foi regularizado para a partida desta terça-feira.
América-MG x Ceará
Local: Estádio Independência
Horário: 21h 50
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha/RJ
Assistente Nº 1: Wagner de Almeida Santos/RJ
Assistente Nº 2: Wendel de Paiva Gouveia/RJ
América-MG : Neneca; Boiadeiro, Gabriel, Lula e Pará; Glauber, Thiaguinho , Agenor e Thiago Humberto ; Adeílson (Alessandro) e Fábio Júnior
Técnico: Milagres
Ceará: Fernando Henrique; Apodi, Thiego, Daniel Marques e Márcio Careca; Heleno, João Marcos, Jardel e Magno; Mota e Itamar
Técnico: PC Gusmão

Jangadeiro
Arte: Site do Ceará

Caio Junior pede demissão do Bahia



O Bahia disputará o segundo turno da Série A do Campeonato Brasileiro com um terceiro treinador: nesta segunda-feira, 27, Caio Júnior pediu desligamento do clube.
Segundo nota oficial divulgada pelo técnico através do seu site oficial, o que motivou a saída do treinador seriam "assuntos estritamente familiares". Informações indicam que Caio gostaria de acompanhar um filho, menor de idade, que vai morar nos Estados Unidos.
Com a vaga de treinador em aberto, começam as especulações sobre quem substituirá Caio Júnior. O nome mais forte é o do técnico Jorginho, ex-técnico do Atlético-PR, que no ano passado foi campeão da Série B do Campeonato Brasileiro com a Portuguesa. Outro nome é o de Joel Santana, que em 2011 trabalhou no Bahia e ajudou a equipe a fugir da zona de rebaixamento.
Contratado no dia 20 de julho para substituir Paulo Roberto Falcão, a "era" Caio Júnior no Bahia durou pouco mais de um mês. Foram dez partidas à frente do Esquadrão, com dois triunfos, três empates e três derrotas pela Série A e mais duas derrotas pela Copa Sul-Americana. Seu aproveitamento foi de 30% dos pontos.
Em nota oficial, o Esporte Clube Bahia agradeceu aos serviços prestados por Caio Júnior e não se pronunciou sobre o prazo para contratação de um novo treinador. Se nada acontecer, o tricolor terá o auxiliar Eduardo Barroca como treinador interino diante do Santos, na partida da quarta-feira, 29, pela abertura do segundo turno da Série A.
Leia a nota oficial do treinador sobre seu desligamento do Bahia:
"Quero comunicar que em função de assuntos estritamente familiares que dificultariam a minha presença no Clube com totais condições de executar o meu trabalho, em comum acordo com a direção do Bahia decidi deixar o comando técnico da equipe.
Agradeço ao presidente Marcelo Guimarães Filho, o diretor de futebol Paulo Angioni, a comissão técnica e os jogadores pela compreensão, e a torcida do Bahia pelo apoio nesses oito jogos que estive à frente da equipe.
Aceitei o desafio de dirigir o Bahia para mantê-lo na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro. Assumi na última colocação e o deixo fora da zona de rebaixamento. Sei que o time tem que evoluir para afastar de vez esse perigo e estarei torcendo para que isso aconteça.
O Bahia perde um treinador, mas ganha um torcedor".

A Tarde

Árbitro pernambucano carrega na súmula de jogo do Cruzeiro



O juiz Nielson Nogueira Dias não aliviou. Na súmula e no relatório do empate entre Cruzeiro e Atlético-MG, domingo, no Estádio Independência, ele relatou que foi alvejado com vários objetos atirados pela torcida cruzeirense e foi chamado de ladrão por Valdir Barbosa e Guilherme Mendes, respectivamente gerente de futebol e diretor de comunicação do Cruzeiro. Agora, o Departamento de Competições da CBF envia oficialmente súmula e relatório ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), responsável pela indiciação ou não dos acusados.
Para complicar a vida do Cruzeiro, que corre o risco de perder o mando de campo de pelo menos três jogos, Nielson também denunciou a invasão de campo de Alexandre Mattos, diretor de futebol cruzeirense. Sobre os objetos atirados pela torcida, Nielson escreveu: "Foram arremessados ao campo de jogo vários copos cheio de água e uma lata de uma buzina a gás, todos oriundos da torcida do Cruzeiro".
Também foram arremessados um aparelho celular sem chip, uma bateria de celular e uma carcaça de relógio de pulso, além de uma camisa de gola polo azul com listras amarelas e verdes, com o símbolo do Cruzeiro.
O Cruzeiro começa a preparar sua defesa nesta terça-feira. Nesta segunda, Alexandre Mattos adotou a ironia para criticar o juiz.
- Ele conseguiu um feito, talvez inédito, que é colocar Cruzeiro e Atlético unidos numa reclamação comum. Conseguiu desagradar a todo mundo. Arbitragem horrorosa, ridícula, pessoa despreparada. Árbitro arrogante, não deveria estar lá - disse o dirigente.
O Atlético-MG também reclamou. O presidente Alexandre Kalil revelou que os dirigentes do Cruzeiro invadiram o vestiário do juiz para ameaçá-lo.
- Foi lamentável a atuação do árbitro, porque ele foi praticamente agredido no vestiário do Independência pela diretoria do Cruzeiro. Esperamos que o STJD puna severamente. O juiz quase apanhou, se acovardou e fez a lambança que fez - afirmou Kalil.

Yahho
Foto: Super Esportes

domingo, 26 de agosto de 2012

Os gols de Bahia 1 x 1 Atlético-GO



http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5

Sport e Náutico empatam em noite de Gideão



Ricardo Fernandes/ DP/ D.A Press
Não foi o placar justo. O Sport tentou, insistiu e teve várias chances de marcar o gol. Mas se sobressaíram a marcação do Náutico e a bela atuação do goleiro Gideão. Leão e Timbu empataram em 0 a 0, num jogo de duas propostas opostas. Melhor para o time alvirrubro, que saiu com um ponto fora de casa. Aos rubro-negros, resta a nova perspectiva, de uma recuperação na Série A. Por enquanto, a situação continua complicada, com a equipe na zona de rebaixamento, na penúltima posição.

Se as equipes iniciaram a rodada distantes na tabela, em campo não se viu diferença no futebol jogado por elas. O Sport estava renovado, com outra cara, bem diferente que estava sendo visto nos últimos jogos. O Náutico parecia tenso, armado essencialmente para jogar no contra-ataque foi o que se viu em campo quando a bola rolou para o clássico. O Leão tomou a iniciativa da partida. Foi mais ofensivo, dominou o meio-campo e com maior posse bola teve as melhores oportunidades do primeiro tempo. 

O Náutico não conseguiu impor o seu jogo de velocidade, devido à eficiente marcação do Sport. Souza foi peça nula na criação. Rhayner não deu suas arrancadas. Araújo tentou cair pelos lados para fugir dos marcadores e Kieza se isolou na frente, à espera de alguma oportunidade, que até veio, aos 24, mas parou na boa defesa de Magrão. Foi a única chance real do Timbu de abrir o placar.

Já o Sport poderia saído em vantagem no primeiro tempo. Foram três chances incríveis desperdiçadas. Duas delas foram no mesmo lance. Aos 27, Gilsinho cruzou para a área e Rithelly finalizou a queima roupa para a grande defesa de Gideão. No rebote, Felipe Azevedo chutou para o gol, mas foi travado pela defesa e pelo goleiro alvirrubro que ainda chegou na jogada. A outra chance foi aos 34, novamente com Rithelly. Ele ganhou a dividida e saiu sozinho, cara a cara com Gideão. Encheu o pé, mas a bola foi trave.

No segundo tempo, deu continuidade à forte pressão. Aos cinco e seis minutos, já havia perdido mais duas chances de marca, com Hugo e William Rocha. O Náutico estava mais à vontade, porém se manteve firme na sua proposta de marcar e sair no contra-ataque. E o Timbu até se saiu melhor que na primeira etapa, encaixando alguns contragolpes. 

O ímpeto e a velocidade do jogo diminuíram no decorrer da segunda etapa. As chances vieram em menor número, mas o Sport foi sempre mais perigoso. A cada lance Gideão se destacava como o melhor jogador da partida. Ao Timbu, restava tentar apaziguar o confronto, segurando e tocando mais a bola, e sair no contra-ataque. O Leão buscar a pressão a todo momento, ainda mais quando era empurrado pela torcida.

Com o jogo caminho para o final, o Náutico abriu mão até dos contragolpes. Isso foi bastante claro com a última substituição do técnico Alexandre gallo, aos 42 minutos, tirando o atacante Araújo para colocar o volante Dadá. O Sport, por sua vez, foi para o tudo ou nada. Mas não conseguiu chegar ao gol, pagando pelas chances desperdiçadas anteriormente.

Ficha do jogo

Sport

Magrão; Cicinho, Diego Ivo, Edcarlos e William Rocha (Rivaldo); Renan Teixeira, Rithelly, Moacir e Hugo; Gilsinho (Gilberto) e Felipe Azevedo (Henrique). Técnico: Waldemar Lemos

Náutico
Gideão; Patric, Jean Rolt, Ronaldo Alves e Douglas Santos; Elicarlos, Martinez, Souza (Rogerinho) e Rhayner; Kieza (Kim) e Araújo (Dadá). Técnico: Alexandre Gallo

Estádio: Ilha do Retiro. Árbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA-PE). Assistentes: José Wanderlei da Silva e Clóvis Amaral da Silva (ambos de PE). Cartões amarelos: Kieza (N), Gilsinho, Cicinho e Gilberto (S). Público: 19.063. Renda: R$ 213.020,00

Alexandre Barbosa - Diario de Pernambuco

Resultados, Classificação e Próximos jogos da Série C

9ª RODADA
25/08 - 16h00Fortaleza-CE4 x 1Guarany-CE
25/08 - 16h00Santa Cruz-PE6 x 1Águia-PA
25/08 - 16h00Paysandu-PA1 x 1Icasa-CE
26/08 - 16h00Treze-PBxLuverdense-MT
26/08 - 16h00Cuiabá-MTxSalgueiro-PE


Grupo A
 ClubePGJGVIEMDEGPGCSG%A
1 Fortaleza-CE209621135874.1
2 Luverdense-MT1886021611575.0
3 Santa Cruz-PE1393421912748.1
4 Paysandu-PA139342119248.1
5 Salgueiro-PE1283321612450.0
6 Águia-PA1293331418-444.4
7 Icasa-CE119324912-340.7
8 Treze-PB78215715-829.2
9 Cuiabá-MT7814369-329.2
10 Guarany-CE491171018-814.8


9ª RODADA
25/08 - 15h00Madureira-RJ1 x 1Oeste-SP
25/08 - 15h30Santo André-SP0 x 3Macaé-RJ
25/08 - 15h30Caxias-RS0 x 1Duque de Caxias-RJ
25/08 - 16h00Vila Nova-GO1 x 0Brasiliense-DF
25/08 - 16h00Tupi-MG1 x 0Chapecoense-SC
Grupo B
 ClubePGJGVIEMDEGPGCSG%A
1 Chapecoense-SC15943287155.6
2 Macaé-RJ1494231911851.9
3 Vila Nova-GO1494231711651.9
4 Oeste-SP1494231010051.9
5 Madureira-RJ149423911-251.9
6 Caxias-RS1394141213-148.1
7 Duque de Caxias-RJ1294051114-344.4
8 Santo André-SP119252810-240.7
9 Tupi-MG99234710-333.3
10 Brasiliense-DF892251014-429.6