sábado, 6 de outubro de 2012

Os gols de Icasa 3 x 1 Santa Cruz




http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5

Presidente do Sport quer apresentar novo Técnico na segunda-feira



O presidente do Sport, Gustavo Dubeux, garante: Gustavo Bueno não será o técnico do Sport na reta final do Campeonato Brsileiro. Em conversa com a reportagem do Superesportes na manhã deste sábado, pouco após o anúncio da demissão de Waldemar Lemos, Dubeux disse querer apresentar o novo comandante na próxima segunda-feira.

Ele rechaçou a chance de repetir a mesma aposta do fim do ano passado, quando o então auxiliar-técnico Mazola Júnior foi convocado às pressas pelo próprio presidente para substituir PC Gusmãs. "O caso é diferente. Mazola tinha apenas cinco jogos para dirigir o time. Agora são 10. Temos um campeonato pela frente", pontuou.  

Nos bastidores, os nomes de Renato Gaúcho e Sérgio Soares ganham força. O presidente, no entanto, preferiu não citar ninguém. "Ainda não deu tempo de conversar com nenhum treinador", garantiu. Sobre os motivos da demissão, o presidente apontou dois motivos principais: o primeiro é que o elenco precisaria de um "fato novo" nestes últimos 10 jogos. O segundo tem relação com as opções táticas de Waldemar. Especificamente com as decisões no setor ofensivo.

"O Sport tem um elenco qualificado. Precisamos de alguém que aproveite melhor a característica de cada jogador. Particularmente, essa coisa de atacante estar marcando lateral estava me incomodando muito. Um jogador como Gilberto não pode ficar fora da área", afirmou.

Dubeux, entretanto, fez questão de tecer elogios a conduta profissional do ex-técnico: "Waldemar é um cara sério e muito trabalhador. Deixou as portas abertas no Sport. Foi um profissional importante. A questão é que entendemos que ele estava sub-utiliazando alguns jogadores. E nós sabemos que o elenco é forte".

Lucas Fitipaldi - Diario de Pernambuco
Foto: DP

Náutico supremo nos Aflitos!


Um Náutico supremo nos Aflitos!

Independente de adversários.

Um timbu que orgulha Pernambuco.

A 10ª vitória em seus domínios.

O maestro Martinez esteve a altura de suas grandes atuações. O ponto de equilíbrio entre defesa e ataque. A melhor contratação alvirubra dos últimos tempos.

O artilheiro Kieza provou que é decisivo.

O Timbu chega a um 9º lugar, com muita autoridade. Podendo ainda brigar por uma melhor posição.

Faz o torcedor pensar em dias melhores. Inclusive com direito a títulos. Estadual e regional.

Um grande jogo!

Com 37 pontos, o Náutico fica precisando apenas de mais 3 vitórias para afastar qualquer possibilidade de rebaixamento.



Ficha Técnica

Náutico 2
Felipe; Patric, Alemão (Alison), Jean Rolt e Douglas; Elicarlos, Souza e Martinez; Rhayner (Lúcio), Kieza e Araújo (Rogério). Técnico: Alexandre Gallo

Corinthians 1
Cássio; Alessandro, Wallace (Geovani), Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo (Edenilson) e Douglas (Ramirez); Martinez eGuerrero. Técnico: Tite

Local: Aflitos
Gols: Kieza (aos 31 min do 1ºT), Guerrero (44 min do 1ºT) e Rogério (aos 37 min do 2ºT)
Cartões Amarelos: Paulinho, Douglas (C)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa/PR)
Assistentes: Fabrício da Silva (Fifa/GO) e Bruno Boschilia (PR)
Público: 19.005 pessoas
Renda: R$ 415.050,00

Foto: DP


Não joga fora a classificação, Zé!


Foram muitos erros na 4ª derrota do Santa Cruz na Série C.

A começar da escalação.

Fica difícil entender a causa de Luciano Henrique permanecer na reserva.

Leozinho e Leandro Oliveira são meias que só jogam com bola no pé. Correr atrás de bola?

Renatinho entrou lateral esquerda. Tiago Costa foi sacado do time. Muito bem. Este último foi terrível contra o Cuiabá. Só um detalhe. Renatinho não apoiou. Não por suas características. É óbvio que a ordem partiu do banco. Por jogar com dois meias, Teodoro pensou que a equipe ficaria ofensiva (só pensou).

Fica muito complicado entender a dispensa do Diego Bispo, com Edson Borges com a camisa titular.

Dênis Marques reeditou as sus más atuações. Apático, cansado ainda no primeiro tempo. Calor? Óbvio. Para todos. Principalmente, para aqueles que tem a noite mais curta. Mais um pênalti desperdiçado. E de forma bisonha.

Time afrouxou na marcação? Certo. E quem é que deve cobrar?

Um erro no banco.

Dois zagueiros (Éverton Sena e César Lucena) e nenhum volante (Ramalho viajou mais, mas foi sacado).

O que dá para entender é que, se o Santa obtivesse vantagem no resultado, poderia terminar o jogo com uma multidão de zagueiros. Assim como terminou com uma multidão de atacantes (sem objetividade).

Bola pelo alto na zaga do Santa, é um terror.

Deve se classificar para a próxima fase.

Pela torcida. E por jogar contra dois adversários já classificados.

Entretanto, para que isto aconteça, terá que suar muito.

O Santa nunca esteve tão perto (e tão longe) da classificação.

Das equipes que vimos jogar, só o Salgueiro tem futebol para fazer frente.

Te cuida Tricolor.

Não joga fora a classificação, Zé!



Foto: DP

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Icasa recebe Santa Cruz em campo neutro


Com 15 pontos ganhos, colado com a zona de rebaixamento e precisando da vitória, o Icasa recebe neste sábado (6) às 16h no Estádio Agenorzão em Iguatu o Santa Cruz pela 15ª rodada da Série C.

O técnico Francisco Diá, que estreou no triunfo contra o Guarany de Sobral, aposta em uma equipe forte no meio de campo, com cinco jogadores a apenas um atacante (Canga ou André Neles) isolado na frente para encarar o time coral.

A novidade do Verdão do cariri será a estreia do volante Elanardo, ex-Horizonte, que agradou bastante nos treinamentos durante a semana e assumiu a posição de titular.

O Icasa deve entrar em campo com a seguinte informação: João Paulo; Naylhor, André Turatto e Gilberto; Gustavo, Da Silva, Elanardo, Luis Mário e Carlinhos; Rossini e Canga (André Neles).

Jangadeiro

Náutico x Corinthians - Ficha Técnica


FICHA TÉCNICA
NÁUTICO X CORINTHIANS

Local: Estádio dos Aflitos, no Recife (PE)
Data: 6 de outubro de 2012, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Boschilia (PR)

NÁUTICO: Felipe; Patric, Alemão, Jean Rolt e Douglas Santos; Elicarlos (Josa), Martinez, Souza e Rhayner; Araújo e Kieza
Técnico: Alexandre Gallo

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas e Danilo; Martínez e Guerrero
Técnico: Tite

Santa Cruz libera 4 jogadores



A Diretoria do Santa Cruz oficializou, nesta sexta-feira, o desligamento de quatro atletas do  elenco de Profissionais: o goleiro Diego Lima, o zagueiro Diego Bispo, o meia Victor Hugo e o atacante Paulista.

Segundo o Diretor de Futebol Constantino Júnior, “o clube já conversou com os empresários desses atletas, assim como com os prórios jogadores, e formalizou a liberação dos mesmos”, disse Tininho salientando que, “embora cada um – no que foi possível – eram necessário alguns ajustes”, completou.

Já o técnico Zé Teodoro, após o reconhecimento de gramado do Agenorzão, nesta manhã de sexta-feira, também comentou sobre o desligamento do quarteto de atletas. “Pela sistuação que o clube passa, o presidente colocou que para trazer um ou dois reforços (provavelmente mais um atacante), a gente teria que – infelizmente – enxugar a folha, então foi uma coisa pensada pela Diretoria e Comissão Técnica para que se pudesse trazer mais reforços para nos ajudar nessa reta decisiva”, explicou o comandante Coral.

Assessoria SCFC

Classificação da Série A



Campeonato Brasileiro 2012 - Série A

Classificação
Posição
Time
Pontos
Jogos
Vitórias
Empates
Derrotas
Gols Pró
Gols Contra
Saldo de Gols
1Fluminense59271782441826
2Atlético MG53271584412021
3Grêmio50271557382216
4Vasco4727138635278
5São Paulo432713410392910
6Internacional412710116332310
7Botafogo4027117941356
8Corinthians3927109833267
9Cruzeiro3627106113236-4
10Portuguesa3628991034322
11Flamengo352898112837-9
12Bahia352881192930-1
13Náutico3427104133342-9
14Santos342781093236-4
15Ponte Preta3428810103036-6
16Coritiba322895144047-7
17Sport272869132443-19
18Palmeiras262775152836-8
19Figueirense222757153048-18
20Atlético GO202748152748-21

http://chancedegol.uol.com.br/br12.htm

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Bahia empata com Flamengo e abre 8 pontos do Z-4


Em um jogo de dois tempos bem distintos, tanto Flamengo como Bahia saem um pouco frustrados no empate em 0 a 0, na partida disputada na noite desta quinta-feira, 4, no Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 28ª rodada da Série A.

Com o primeiro tempo dominado pelo Bahia, e o segundo tempo com mais chance do Flamengo, ambos os times tiveram chances de definir o confronto, mas acabaram esbarrando em boas atuações dos goleiros Felipe e Marcelo Lomba, além da falta de pontaria dos dois ataques.

O resultado deixa as duas equipes com 35 pontos, oito pontos à frente do Sport, primeira equipe do Z-4 com 27 pontos. Esta distância para a zona de rebaixamento pode cair para até seis pontos, caso o Palmeiras vença o clássico com o São Paulo no sábado.

Por ter uma vitória a mais, o Flamengo leva vantagem e fica, provisoriamente, com o 11º lugar. Já o Bahia perde a chance de entrar para a parte de cima da tabela, permanecendo na 12ª posição.

Na próxima rodada, o Bahia recebe na quarta-feira, 10, o Fluminense, às 19h30. Já o Flamengo joga no mesmo dia, às 22h, contra o Corinthians, no Pacaembu.

Domínio tricolor - Mesmo jogando fora de casa, o Bahia dominou a partida durante quase todo primeiro tempo. O cartão de visitas do tricolor no Engenhão veio logo aos três, com um perigoso chute de fora de área de Diones.

A equipe do técnico Jorginho abusou dessa jogada, testando em várias oportunidades o goleiro Felipe, que foi obrigado a fazer boas defesas.

O domínio tricolor também proporcionou outras boas oportunidades em cobranças de escanteio (com Titi, aos 22 minutos, quase marcando de cabeça) e em duas jogadas dentro da área do Flamengo. Aos 18 minutos, Gabriel recebeu bom passe de Neto e chutou em cima de Felipe.

Outra grande chance veio aos 35 minutos com Claudio Pitbull, que entrou no lugar de Elias,  jogador que saiu saiu machucado ainda no primeiro tempo. O atacante recebeu passe dentro da área de Gabriel e chutou para muito longe do gol de Felipe.

Já o Flamengo chegou em poucas oportunidades e só assustou nos acréscimos da primeira etapa. Após cruzamento, a bola sobrou na entrada da área para Renato, que chutou e obrigou Lomba a fazer uma grande defesa.

Reação rubro-negra - O início do segundo tempo teve outra dinâmica, o técnico Dorival Junior tirou Hernane, colocando Adryan em seu lugar. A mudança teve efeito, com o Flamengo criando as melhores chances para abrir o marcar no início da etapa final.

Logo aos cinco minutos, Cleber Santana acertou a trave de Marcelo Lomba com um chute da entrada da área, após rebote. Aos 17,  Adryan chegou a marcar, mas estava em posição irregular.
Após a pressão inicial, o Bahia criou uma grande chance com Gabriel, aos 20 minutos. O meia tricolor tentou desviar do goleiro Felipe, que mostrou reflexo e fez uma grande defesa.

Daí em diante a partida ficou mais equilibrada, mas sem grandes chances para nenhum dos lados. Um empate com sabor de derrota para os dois times, que também não podem deixar de celebrar o ponto conquistado na luta para afastar o fantasma do rebaixamento.

A Tarde

Sport toma cinco da Lusa no Canindé


Poderia ter sido o jogo da redenção do Sport. Poderia ter sido o último capítulo da agonia leonina na zona de rebaixamento. Poderia. Mas não foi. Foi apenas mais um jogo onde a zaga bateu cabeça e o ataque desperdiçou oportunidades. Foi também um jogo onde até Magrão falhou. Mas, acima de tudo, foi o jogo de Bruno Mineiro. Dispensado pela diretoria do Sport no final da temporada passada - apesar de ter marcado o gol da classificação na vitória sobre o Vila Nova, na última rodada da Série B - o atacante da Portuguesa foi à forra. Marcou três gols na goleada de virada, por 4 a 1.

Assim que teve a confirmação da escalação do Sport, Geninho tratou de mudar a proposta da Portuguesa, armando a Lusa com apenas um volante de pegada e povoando o meio campo com jogadores de característica mais ofensiva. Quando a bola começou a rolar, a estratégia traduziu-se numa forte pressão da equipe paulista, que antes dos dez minutos já havia chegado na barra de Magrão em pelo menos quatro oportunidades. Em duas delas, a bola explodiu no travessão leonino.

O Sport mostrou estar vivo pouco depois. Depois de cobrança de escanteio, Renê desvia e a bola sobra para Hugo. Sozinho, o meia cabeceou por cima da meta de Dida. A redenção não tardou. No lance seguinte, aos 15 minutos, Cicinho mandou um cruzamento primoroso na cabeça de Hugo, que desta vez não desperdiçou. Em lance semlhante, em subida pela esquerda, Gilsinho mandou a bola na cabeça de Moacir, que escorou para defesa fácil de Dida.

Como de costume, a chance desperdiçada custou caro. Com facilidade para trabalhar nas costas de Renê, a Portuguesa chegou ao empate aos 24 minutos. Em cruzamento de Ananias, Bruno Mineiro antecipou-se à marcação de Edcarlos e escorou para o fundo da barra de Magrão. Ainda que o confronto tenha ficado mais equilibrado, o Sport seguia errando passes insistentemente e cedendo espaço para contra-ataques.

Logo no início do segundo tempo, os rubro-negros sofreram um golpe duríssimo. Em falta cobrada da intermediária por Ananias, aos três minutos, a zaga leonina não subiu para cortar. Na confusão, a bola desviou em um jogador da Portuguesa e foi bater na trave direita. Perdido na jogada, Magrão demorou para reagir ao quique da bola enquanto Bruno Mineiro antecipou-se novamente, para empurrar a bola para o fundo do gol.

Mas a noite de Bruno Mineiro ainda não havia terminado. Aos 21, o agora artilheiro do Brasileiro, recebeu um belo lançamento de Moisés e com liberdade, dominou antes de bater cruzado, de esquerda, marcando o seu terceiro gol. Aos 36, outro ex-rubro-negro deixou sua marca. Numa lambança de Renan Teixeira na saída de bola, Bruno Mineiro roubou a bola, tocou para Moisés, que driblou Magrão e marcou o quarto gol. Curiosamente, o quinto também saiu dos pés de um jogador com passagem pela Ilha do Retiro. Em sua primeira participação na partida, Rodriguinho teve liberdade para conduzir a bola e bater cruzado.

O próximo compromisso do Sport é na quinta-feira, contra o Grêmio, na Ilha do Retiro.

Portuguesa
Dida; Luis Ricardo, Gustavo, Valdomiro e Rogério; Moisés, Léo Silva, Ananias (Diguinho) e Michael (Zé Antônio); Boquita e Bruno Mineiro (Rodriguinho). Técnico: Geninho.

Sport
Magrão; Cicinho, Diego Ivo, Edcarlos (Renan) e Renê; Tobi, Moacir, Rithely e Hugo (Roberson); Gilsinho e Felipe Azevedo (Gilberto). Técnico: Waldemar Lemos.

Local: Canindé (São Paulo).
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG).
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (Fifa-RJ) e Celso Luiz da Silva (MG).
Gols: Bruno Mineiro (três vezes), Moisés, Rodriguinho (P), Hugo (S).
Cartões amarelos: Léo Silva, Luis Ricardo (P), Diego Ivo, Rithely e Cicinho (S).

PE Super Esportes

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Resultados, Classificação e próximos jogos da Série A2




































http://www.panoramaesportivope.com/

NOTA do IPDD em apoio ao Náutico


O Instituto Pernambucano de Direito Desportivo (IPDD), através da presente nota, vem manifestar apoio ao Clube Náutico Capibaribe e seus torcedores em virtude do episódio ocorrido no último Sábado, dia 29 de setembro, quando o árbitro Leandro Vuaden atrasou o início da partida devido a uma faixa de protesto da torcida.

A Constituição Federal, em seu artigo 5º, inciso IV, garante a liberdade de manifestação do pensamento, vedando o anonimato. Essa garantia constitucional, por si só, poderia já ser suficiente para defender a manifestação dos torcedores.

Mas, alem da garantia da liberdade de manifestação do pensamento, é importante salientar que o Estatuto do Torcedor, lei nº 10.671/2003, no seu art. 30, garante ao torcedor o direito a uma arbitragem “independente, imparcial, previamente remunerada e isenta de pressões”.

Assim, entendemos que o protesto da torcida com a faixa “NÃO IRÃO NOS  DERRUBAR NO APITO!”, além de ser uma expressão do pensamento, garantida pela Constituição, é uma reivindicação do direito garantido por lei a uma arbitragem justa.

O Estatuto do Torcedor não veda, nem poderia, a manifestação do pensamento através de faixas na torcida, apenas proíbe que as mesmas tenham “mensagens ofensivas, inclusive de caráter racista ou xenófobo” (art. 13-A, IV).

É do nosso entendimento que a frase exposta pela torcida não ofendia ninguém, não estava dirigida ao árbitro do jogo ou alguém em particular, não continha palavras ofensivas, nem pode ser considerada injuriosa. A faixa, como já dissemos, na verdade, é uma reivindicação de um direito garantido por lei.

Diante disso, ao Clube Náutico Capibaribe ou à sua torcida não pode ser imputada infração ao art. 191, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que versa sobre o não cumprimento de obrigação legal, já que nenhuma lei foi infringida.

Da mesma forma, não pode ser imputado ao Náutico o atraso no início da partida, já que isso decorreu de uma decisão, ao nosso ver arbitrária, do árbitro da partida.

Assim, logicamente, se a faixa em questão não era ofensiva, não se deixou de cumprir a lei, nem se deu causa ao atraso no início da partida.

Enquanto isso, pode ser imputado ao árbitro a prática de ato com abuso de autoridade, na forma do art. 273 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

O Instituto Pernambucano de Direito Desportivo defende a liberdade de expressão dos torcedores, dentro dos limites legais, e, mais ainda, o direito de todos a uma arbitragem independente, imparcial e responsável.

Instituto Pernambucano de Direito Desportivo.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Resultados, Classificação e próximos jogos da Série A2 PE

panoramaesportivope.com

Corinthians 3 x 0 Sport - Os gols




http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5

domingo, 30 de setembro de 2012

O protesto pacífico do torcedor do Náutico




http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5


A atitude do árbitro do jogo, Leandro Pedro Vuaden foi no mínimo, ditatorial.

Admiramos bastante, o trabalho do gaúcho, classificando-o como um dos melhores do país. Entretanto, nessa questão, ele agiu de forma infeliz.

A livre expressão de opinião é uma das conquistas da constituição brasileira.

A Faixa não denegriu a imagem do árbitro de forma alguma.


Ceará 1 x 1 Ipatinga - Os gols



http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5