sábado, 13 de outubro de 2012

Vitória perde jogo e liderança da Série B


Foram quase dois meses de liderança rubro-negra na Série B do Campeonato Brasileiro. Mas neste sábado, 13, o sonho do Leão de conquistar o título inédito ganhou um capítulo dramático: jogando em Curitiba, o Vitória acabou facilmente superado pelo Paraná, por 3 a 1, deixando assim a ponta da tabela com o Criciúma.
Ainda muito distante de apresentar o futebol do primeiro turno, o Vitória fez neste sábado a sua pior partida na Série B 2012. Errou passes no ataque, forçou algumas jogadas fáceis e mostrou falta de atenção no setor defensivo. O resultado da atuação abaixo da crítica não poderia ser pior, com o Leão amargando mais um resultado negativo fora de casa.
Arthur foi o destaque paranista no jogo. O camisa 9 soube aproveitar as falhas da defesa rubro-negra e marcou dois gols no primeiro tempo, aos 27 e aos 35 minutos. Lúcio Flávio, que deixou o Vitória ainda nesta temporada, também brilhou na partida. O Paraná ainda ampliou a vantagem no final segundo tempo, com Elton marcando o gol de honra nos acréscimos.

Com a segunda derrota consecutiva fora de casa, o Vitória segue sem triunfar como visitante neste returno. O Leão estacionou nos 60 pontos e viu o Criciúma ultrapassá-lo após golear o Boa Esporte em Varginha e chegar aos 61 pontos. O Goiás, terceiro colocado, também diminuiu a diferença para o Leão, chegando aos 58 pontos depois de vencer o América-MG, em Belo Horizonte. O São Caetano, com 53, fecha o G-4.
Para voltar à liderança, o Vitória terá que vencer seus compromissos e torcer por um tropeço do Criciúma. Na próxima terça-feira, 16, às 19h30, o rubro-negro recebe o ASA no Barradão. No mesmo dia, porém às 21h50, o Tigre enfrenta o ABC em sua casa, o Estádio Heriberto Hulse.
Paraná na frente - Jogando em casa, o Paraná foi logo mostrando serviço. Com menos de um minuto, Fernandinho, ex-Vitória, cruzou na área e a bola sobrou para Luisinho, que acabou chutando em cima de Gilson. Na sequência, o Leão até conseguiu equilibrar o jogo, mas não conseguiu criar uma jogada sequer de perigo.
A única chance de gol aconteceu aos 12 minutos, numa cobrança de falta: Pedro Ken mandou sobre a barreira, no canto direito, mas o goleiro Thiago decolou para fazer a defesa. Fora esse lance, o rubro-negro insistia em forçar as jogadas - caso de Tartá - ou errar os passes decisivos - principalmente com Willie. Elton e Pedro Ken, em tarde pouco inspirada, mal se apresentaram para os companheiros.
O pior acontecia na marcação. Oferecendo muito espaço, principalmente pelas laterais, o Vitória passava sufoco para se defender. Aos 27, Willie sofreu falta no ataque e o juiz não marcou. No contra-ataque, Fernandinho disparou nas costas de Carlinhos e achou Lúcio Flávio na área, que carimbou a trave; sozinho no rebote, Arthur estufou a rede: 1 a 0 Paraná.
Teve espaço para mais. Aos 35, Lúcio Flávio, ex-Vitória, avançou pelo lado direito sem a marcação de Gilson; o veterano usou sua categoria para deixar a bola na cabeça de Arthur, que completou par o gol entre o zagueiro Victor Ramos e o lateral Carlinhos. 2 a 0 para o tricolor paranaense.
Vitória apático - Em Salvador, a torcida esperava por uma reação rubro-negra na etapa complementar. Porém, em Curitiba, a realidade era diferente. Ainda mais perdido em campo durante o segundo tempo, o Vitória não conseguiu oferecer perigo.
Aos 4, um lampejo do Leão: Elton recebeu na entrada da área e recuou para Pedro Ken, que chutou de trás; a bola desviou na zaga antes de ir para fora. Aos 6, o Paraná respondeu com uma tabela entre Fernandinho e Arthur, que deixou o atacante de cara para Deola; o goleiro rubro-negro saiu da meta para evitar o gol.
Por sinal, se não fosse a atuação de Deola no segundo tempo, a derrota poderia ser ainda mais expressiva. Aos 23, Lúcio Flávio achou Arthur, que chutou da entrada da área, mas o goleiro salvou. Aos 30, Luisinho perdeu um gol claro, cabeceando para fora da pequena área. Aos 37, Lúcio Flávio avançou com liberdade para o ataque e chutou rasteiro; Deola se jogou no canto para defender mais uma.
Aos 45, porém, o goleiro rubro-negro não teve vez. Lúcio Flávio deixou Wendel sozinho na pequena área; com um drible, o atacante deixou Gabriel Paulista no chão e chutou no canto de Deola: 3 a 0. Aos 47, veio o gol de honra: Elton recebeu na entrada da área, girou e chutou para descontar. 3 a 1 e fim do sofrimento rubro-negro em Curitiba.
Paraná 3 x 1 Vitória - 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Local: Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR).
Data: Sábado, 13 de outubro.
Horário: 16h.
Árbitro: Raphael Claus (SP).
Assistentes: Marcio Luiz Augusto (SP) e Luiz Felippe Scofield Guerra Costa (RJ).
Gols: Arthur (duas vezes, aos 27 e aos 35 minutos do primeiro tempo) e Wendel (aos 45 minutos do segundo tempo) para o Paraná; Elton (aos 47 minutos do segundo tempo) para o Vitória.
Cartões amarelos: Lucio Flavio, Ângelo e Vandinho (Paraná); Mansur, Tartá e Gabriel (Vitória).
Paraná: Thiago Rodrigues; Ângelo (Douglas Packer), Anderson, Alex Alves e Wendell Borges; Vandinho, Ricardo Conceição (Lucas), Lucio Flavio e Fernandinho; Luisinho e Arthur (Wendel). Técnico: Toninho Cecílio.
Vitória: Deola; Carlinhos, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gilson (Mansur); Uelliton, Michel (Marcelo Nicácio), Pedro Ken e Tartá (Fernando Bob); Willie e Elton. Técnico: Paulo César Carpegiani.

A Tarde

Os erros do Santa em um mar de equívocos

O Santa Cruz está desperdiçando uma oportunidade claríssima de acesso.

O tricolor tropeça em seus próprios erros na Série C.

Mais uma derrota na competição, quando aparentava que conseguiria a vitória.

O Técnico Vica do Fortaleza, ganhou o jogo nas mudanças.

Com dois jogadores de cada equipe expulsos, no finzinho do 1º tempo. Esley e Ciro Sena pelo Fortaleza. Éverton Sena e Chicão pelo Santa Cruz.

O visitante tirou Geraldo (38 anos) e um atacante. Botou em campo, dois meias. Deixou apenas o atacante Assizinho em campo.

Enquanto isso, Zé Teodoro tirou Renatinho e Luciano Henrique para colocou Tiago Costa e Willian Alves.

Duas modificações equivocadas.

Tiago Costa, matou o lado esquerdo tricolor.

A saída de Luciano Henrique, acabou com a criatividade do time.

Dênis Marques, vaiado pela torcida, pouco produziu.

Flávio Caça-Rato, muito suor, pouco cérebro.

No final, a entrada de Branquinho. Mais uma vez, o Santa termina o jogo cheio de atacantes de forma desordenada. Só mais uma vez, a pergunta. Quem cria as jogadas?


sexta-feira, 12 de outubro de 2012

TJD-PE suspende Série A2 Pernambucana


Com recurso pendente no Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD-PE), a Série A2 fica suspensa até julgamento. Veja nota oficial.

Por força de decisão da lavra do Excelentíssimo Presidente do TJD-PE, Dr. Etério Galvão, fica suspensa a rodada do Campeonato Pernambucano Série A2, marcada para o domingo (14) e a quarta-feira (17), até o julgamento do mérito de recurso em curso naquele tribunal.


FPF-PE

A situação vexatória do Sport


A foto do competentíssimo Repórter Fotográfico Genival Paparazzi, mostra tudo.

A desolação do torcedor do Sport.

A tristeza de quem viu uma equipe sem atitude e totalmente entregue ao adversário.

É pena que o Sérgio Guedes assuma a equipe em um momento como este.

Até porque, está provado que a culpa não era de Waldemar Lemos, Como não era de Mancini. Seria de Mazola?

Só para ficarmos em 2012. Três treinadores em 10 meses.

Com 27 pontos em 29 jogos, a campanha é vergonhosa.

A vitória do Coritiba em cima do Palmeiras por 1 x 0, complicou ainda mais a situação.

O Leão ficou a 8 pontos do 16º lugar, que é o Bahia, que tem 35. Aproveitamento de 40,2%.

Pior. O ponto de corte sobre para 45,8%. Arrendondaremos para 46.

Mantendo este patamar, o Sport precisará de exatos 19 pontos.

Em 9 jogos. Seriam 6 vitórias e um empate.

Complicadíssimo.

Dá prá acreditar?



Foto: Genival Parazazzi



quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Semifinais da Série A2 pernambucana

Bahia 0 x 2 Fluminense - Os gols




http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5?feature=watch

Um Náutico surpreendente! Ao final, nenhuma surpresa.

Um jogo surpreendente!

Sob todos os aspectos.

A partir da escalação do Náutico.

Sem EliCarlos e Kieza, poupados. A expectativa, era que Alexandre Gallo utilizasse o volante Josa no meio e mantivesse o esquema com 3 atacantes.

A surpresa!

O Náutico foi escalado com 4 atacantes. Rhayner, Araújo, Rogério e Kim.

Conseguiu um gol logo aos 4 minutos com Douglas Santos. Dominou uma boa parte do primeiro tempo.

No segundo tempo, o técnico da Ponte Preta trocou um volante por um atacante, e era esperada a reação dos campineiros.

Mesmo assim, o timbu ainda desperdiçou algumas oportunidades com Rogério e Kim.

O grande erro de Gallo, foi permanecer com o mesmo esquema. Se você mantém em campo 4 atacantes, é óbvio que perde no poder de marcação.

Outro erro. No banco de reservas, 3 laterais, um volante, um meia e um atacante.

Quando o Náutico perdeu Jean Holt por contusão, foi obrigado a colocar Josa improvisado.

É bom lembrar que o zagueiro Gustavo não viajou. O primeiro volante Dadá também ficou em Recife.

Quanto aos atacantes.

Kim, Rhayner e Rogério são bastante rápidos. Desmontam qualquer defesa. Agora no quesito finalização, um terror.

Araújo. Mais uma vez, figura nula em campo.

Podemos afirmar que o Náutico perdeu pelos seus próprios erros.


quarta-feira, 10 de outubro de 2012

A Grua do técnico


Desde os tempos de pelada, que eu ficava imaginando, como o treinador conseguia, daquela posição, ver o jogo por completo.

A linha de defesa, o ataque, o outro lado do campo.

Talvez, pela minha miopia, e também o danado do astigmatismo, tivesse essa dificuldade, e daí a necessidade de usar óculos, desde os 19 anos. Ainda na antiga Rádio Tamandaré, na Av. Mascarenhas de Moraes.

Entretanto, dos últimos anos prá cá, uma ideia diferente acabou me ocorrendo.

Já pensou, se levantar uma grua atrás dos bancos de reservas, e que ela suba até uns 5 metros de altura ?

Já notaram como as gruas da televisão, funcionam satisfatoriamente? Você consegue ter um ângulo maior de visão?

Pois é. O STJD acabou de punir o técnico Zé Teodoro do Santa Cruz com duas partidas. Mas, pensando direitinho, não seria uma ajuda do tribunal?

Aliás, estamos vivendo momentos históricos, em outro tribunal.

Quem sabe, lá de cima, Zé veja um pouco mais a sua equipe?

Consiga ver os erros da defesa. Possa distinguir qual o seu melhor meio-campista. E o ataque?

E serão, justamente os dois jogos do Arruda.

Quem sabe no final, como o futebol é totalmente paixão e momento, Zé saia nos braços da torcida coral, após uma estupenda vitória em cima do Luverdense. E a quase classificação para a próxima fase.

Fica a ideia da grua para a próxima. Quem sabe, precise levá-la para Marabá?

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Zé Teodoro apenado com dois jogos de suspensão



Com o objetivo de buscar o acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Santa Cruz/PE teve que defender o técnico Zé Teodoro nesta última segunda-feira, dia 8 de outubro. Acusado de desrespeitar membros da arbitragem, o comandante foi suspenso por duas partidas, por maioria de votos dos auditores da Primeira Comissão Disciplinar. Com o resultado, o Santa Cruz não terá o técnico nas partidas contra o Fortaleza e o Luverdense, nos dias 13 e 20, respectivamente. O clube promete recorrer da decisão e tentar um efeito suspensivo.

Zé Teodoro foi denunciado após a derrota por 2 a 1 para o Treze/PB, no dia 16 de setembro. Ao final da partida, o técnico teria invadido o campo e se dirigido ao árbitro Manoel Garrido, dizendo: “Você já veio com tudo armado. Esta escala já estava certa para nos prejudicar”. Ainda de acordo com os relatos, o treinador segurou a mão do árbitro de forma ríspida e puxou agressivamente.

Presente ao STJD, Zé Teodoro deu sua versão. "Na parte disciplinar, ele foi muito fraco. Fui pegar na mão dele para parabenizá-lo pela arbitragem. Como jogador, sempre tive boa conduta e, como técnico, não muda nada. Acho que é uma injustiça o que está acontecendo. Não fiz nenhum comentário e é uma inverdade o que foi relatado. Afastei todos os jogadores na hora. A palavra ‘fraco’, eu chamei sim, no momento que adentrei ao campo. Achei que não foi o certo eu ter reclamado, mas as colocações da arbitragem não foram verdadeiras. Por isso, fiz questão de vir pessoalmente. Em nenhum momento eu ameacei o árbitro ou tentei agredi-lo. Fui pegar na mão dele e ele girou o braço. Como o policiamento estava perto dele, tirou", contou.

Logo após o depoimento, o advogado Osvaldo Sestário reforçou as palavras do técnico e pediu a desclassificação da denúncia para o artigo 258, §2º, inciso II, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por entender que não houve ofensa e, sim “desrespeito aos membros da arbitragem”.

Em seguida, os auditores acataram o pedido da defesa, e, por maioria de votos, puniram Zé Teodoro com duas partidas de suspensão, desclassificando a denúncia do artigo 243-F (ofender alguém) para o solicitado pelo advogado. Nos artigos 254-A (praticar agressão física) e 243-C (ameaçar alguém), o treinador foi absolvido.

Justiça Desportiva

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Bahia enfrenta Fluminense em clima de revanche



http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5

A hora da torcida do ASA!


A partida desta terça-feira (9) diante do Guaratinguetá, em jogo válido pela 29ª rodada da Série B, terá um novo espetáculo promovido pela torcida do ASA, antes, durante e espera-se depois da partida, que poderá afastar ainda mais o ASA do Z4 e aproximar do G10.


Com a manutenção da promoção da “casadinha”, R$ 20 arquibancada superior, R$ 10 inferior e mulher acompanhada não pagando, a torcida fará festa do lado de fora das dependências do “Fumeirão”.

Novamente com as “ruas de fogo”, as organizadas do ASA irão receber a delegação alvinegra e apoiar para mais uma vitória na competição nacional. Dentro do estádio, está confirmada a presença dos bandeirões das torcidas “FaceASA” e “Mancha Negra”, promovendo assim, uma grande festa no Municipal.

ASA e Guaratinguetá se enfrentam nesta terça-feira, às 21h00, no estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca, em jogo válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

ASA

Sport estreia quarta na Copa do Brasil sub-20



A primeira edição da Copa do Brasil Sub-20 já foi iniciada na última semana, mas o Sport ainda vai estrear na competição. O adversário Rubro-Negro na Primeira Fase desse novo campeonato de futebol de base brasileiro será o Botafogo do Rio de Janeiro, em duas partidas.

O primeiro desses confrontos entre Leão x Fogão está programado para as 16h30 da próxima quarta-feira (10) no estádio Luiz Lacerda (Lacerdão) em Caruaru. O jogo será transmitido pelo Canal de TV por assinatura ESPN Brasil. Já o duelo da volta está marcado para a outra quarta (17) no estádio Caio Martins em Niterói, Rio de Janeiro, e também terá transmissão da TV fechada.

A Copa do Brasil Sub-20 conta com a participação de 32 clubes, é disputada em sistema de “mata-mata” com partidas de ida e volta e cada gol marcado fora de casa vale como critério de desempate. Apenas na Primeira Fase do certame os clubes que vencerem o primeiro jogo fora de casa por dois ou mais gols de diferença passarão a Segunda Fase sem a necessidade do compromisso da volta.


Pedro Jorge / Redação SportNet
pedrojorge@sportnet.com.br

Elano vira dúvida para enfrentar Sport na Ilha



Apesar da vitória de virada por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, o Grêmio ganhou uma preocupação para encarar o Sport na próxima quinta. O meia Elano saiu de campo no começo do jogo com dores musculares na coxa direita e acabou substituído por Marquinhos. O camisa 7 será reavaliado no começo da semana e vira dúvida para encarar os pernambucanos na Ilha do Retiro.

Se Elano é dúvida, o técnico Vanderlei Luxemburgo deve comemorar o fato de não ter desfalques por suspensão. Sete dos jogadores que atuaram contra o Cruzeiro estavam pendurados com dois cartões amarelos: Anderson Pico, Elano, Kleber, Marcelo Grohe, Marcelo Moreno, Naldo e Zé Roberto. Destes, apenas o centroavante boliviano foi punido. No entanto, Moreno cuprirá a suspensão durante o período que servirá à seleção boliviana.

Após a vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, o Grêmio chegou aos 53 pontos na tabela do Brasileirão e está nove atrás do líder Fluminense. Os jogadores folgam neste domingo e voltam aos treinos na tarde de segunda. O time de Luxa volta a campo na próxima quinta para encarar o Sport, na Ilha do Retiro, a partir das 21h.

CliccRBS
Foto: Mauro Vieira

Luverdense vai enfrentar Águia com time misto



Já classificado para a segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série C, com 33 pontos e líder  no Grupo A, o Luverdense-MT vai enfrentar o Águia de Marabá com um time misto.

É que vários jogadores estão suspensos. Desfalcam o Verdão do Norte: os meias Rubinho e Rafael Tavares, e o atacante Matheus, os três levaram o terceiro cartão amarelo, já o zagueiro Dão recebeu cartão vermelho diante do Guarany de Sobral-CE e também está fora da partida.

O Luverdense embarca na próxima sexta-feira (12) para Marabá, onde enfrenta o Águia no sábado(13), às 19h, no Estádio Zinho Oliveira.

(Fábio Relvas/DOL)
Foto: Site Luverdense

Santa Cruz apresenta novo lateral



Acompanhado do Diretor de Futebol, Constantino Júnior, foi apresentado, nesta tarde de segunda-feira (8), o lateral-direito Marcos Pimentel, 29 anos (ex-Barueri/SP). O jogador chega na reta final da 1ª Fase da Série C 2012 e se mostra motivado e pronto para ajudar ao Santa Cruz a chegar à classificação e, depois, ao acesso.

“Chego com a mesma vontade dos companheiros que, aqui estão, para conseguir a classificação e o acesso. Estou bem, estava treinando e espero, junto com eles, contribuir para que o Santa Cruz possa voltar à Série B e faça um bom trabalho para voltar à Série A, local que ele não deve nunca sair”, falou.

Marcos Pimentel demonstrou muita satisfação em ter sido referendado pelo técnico Zé Teodoro, ex-atleta, que atuava justamente na lateral-direita, sua posição de ofício.

“Primeiramente, fico muito feliz pelo aval dele, um grande treinador, a gente sempre houve falar bem dele nos clubes por onde ele passa. Que possamos todos juntos, estar em campo com os companheiros já no sábado para conseguir um bom resultado”, disse esperançoso de poder ser aproveitado na partida contra o Fortaleza pela 16ª Rodada, sábado (13), às 16 horas, no Arruda.

Na opinião do novo lateral-direito Coral, o momento do Santa Cruz na competição (ainda não garantido nas Quartas-de-Final), não chega a ser algo que possa assustá-lo, muito mais em se tratando de uma contratação às portas do fim da 1ª Fase da competição.

“É procurar ter tranquilidade dentro de campo, eu tô feliz por ter chegado numa equipe grande, de massa, com a torcida mais apaixonada do Brasil, uma equipe bicampeão Estadual. Então, é ter calma, temos dois jogos em casa; vamos procurar, com o apoio dessa torcida, conseguir os dois resultados em casa e classificar”, finalizou.

Marcos Pimentel, após a apresentação seguiu para treinar com os demais do elenco Coral e de acordo com o Diretor de Futebol Constantino Jùnior, “o atleta vem, inicialmente, com contrato até o final do Série C podendo ser renovado para o próximo ano,” esclareceu.

Jamil Gomes e Júlia Miranda

domingo, 7 de outubro de 2012

Técnico do Fortaleza consegue marca histórica no clube



O Fortaleza venceu o Cuiabá por 3 a 0 no sábado (6), no estádio Presidente Vargas (PV) e garantiu com antecedência a segunda posição para a próxima fase da Série C do Campeonato Brasileiro. O Leão chegou a 32 pontos, 12 a mais do que o Paysandu, terceiro do Grupo A, lembrando que só restam nove pontos em jogo até o fim da primeira fase.

De quebra, o técnico Vica entrou para a História como o treinador com a maior série invicta pelo clube: foram 13 jogos seguidos, superando a marca de 12 jogos conseguida em 1973. Outro recorde conquistado foi o de vitórias na Série C: nove, superando os número de 1995, quando conseguiu oito êxitos.

O Fortaleza volta a campo pela Série C no próximo sábado (13), contra o Santa Cruz, no estádio Arruda.

Jangadeiro

IPDD lança livro sobre Direito Desportivo


Confirmado pela assessoria! Sérgio Guedes é o novo técnico leonino!


O assessor de imprensa do Sport, Amaury Veloso nos confirmou agora pela manhã.

Sérgio Guedes é o novo técnico do Sport.

Confirmando a informação divulgada ontem à noite pelo Nordestebol.

O treinador chega na noite deste domingo à capital pernambucana.

Será apresentado nesta segunda-feira e já coloca o time em campo na quinta-feira contra o Grêmio, na Ilha do Retiro.

O leão somou apenas 27 pontos em 28 jogos. Terá 10 jogos pela frente.

5 em casa e 5 fora de seus domínios.


Vitória inicia contagem regressiva para o acesso



É lição decorada na cartilha de todo torcedor rubro-negro que, a julgar pelos números das edições anteriories com sistema de pontos corridos, o Vitória precisará acumular no mínimo 65 pontos para sacramentar a sua classificação na Série B do Campeonato Brasileiro.

Na tarde deste sábado, 6, diante de um Barradão mais uma vez abrigado por um bom público, com gol de Elton, o rubro-negro bateu o ABC por 1 a 0 e, em tendo reafirmado a sua condição de líder, agora com 60 pontos ganhos, ficou ainda mais perto de garantir a sua volta à elite do futebol nacional.

Em 2009, na mais disputada dentre as edições com o novo formato, o Atlético-GO assegurou a quarta colocação com 65 pontos. Em 2007, o próprio Vitória, também em quarto, conseguiu subir com 59. Se a média de pontos for mantida na atual temporada, o Leão precisará somar mais cinco pontos nos dez jogos que ainda lhe restam no percurso final do torneio.

No próximo sábado, 13, o time baiano vai até o Estádio Durival de Britto para encarar o Paraná. Na sequência, terá ainda pela frente o ASA e o Atlético-PR no Barradão, o CRB fora, o São Caetano em casa, o Bragantino fora, o América-MG em Salvador, o Guaratinguetá e o Joinville fora de casa e fechará a participação na Série B dentro de casa, contra o Ceará.

Com a derrota no Barradão, o time abcdista se manteve perto da zona de rebaixamento, na 15ª posição, com 33 pontos ganhos. No G-4, na cola do líder Vitória, estão, respectivamente, o Criciúma, com 58 pontos, o Goiás, com 55, e o São Caetano, com 52. Em quinto está o Atlético-PR, com 49, seguido pelo Joinville, que tem 48 pontos.

Desordem rubro-negra - Levado pelo objetivo de retomar a liderança que fora perdida para o Criciúma na noite da última sexta-feira, 5, o técnico Paulo César Carpegiani deliberou por começar o jogo contra o ABC com Elton e Dinei na linha de frente rubro-negra.

Mas a dupla, assim como o setor de meio campo, não esteve em sintonia com as melhores investidas de ataque da equipe e, em maior proporção, foi responsável pelo empate sem gols amargado pelo torcedor rubro-negro na primeira etapa. Contudo, embalado pela energia das arquibancadas, o Vitória se impôs sobre o time visitante e, mesmo entre altos e baixos, dominou o jogo.

Embora tenha pressionado desde o primeiro minuto, o Leão chegou com maior contundência somente aos 12 minutos: Gilson cruzou à meia altura pelo lado esquerdo e Elton se antecipou para desviar; Andrey, no susto, salvou o ABC. Três minutos depois, Pedro Ken ganhou disputa na grande área e quase marcou, mas Andrey defendeu com o rosto.

Aos 19 minutos, a torcida chegou a ensaiar o grito de gol, mas faltou perna a Elton e o rebote provocado por uma bomba disparada da entrada da área por Pedro Ken não foi aproveitado pelo centroavante. Dez minutos depois, um susto: Diego Clementino invadiu a grande área e tocou na saída de Deola, mas mandou por cima. Aos 40, Elton se enroscou com Guto na grande área e, caído no gramado, pediu pênalti; o árbitro Leandro Vuaden negou.

Triunfo na raça - No segundo tempo do jogo, Carpegiani deu nova chance à dupla Dinei e Elton e, ao contrário do que a configuração tática do jogo recomendava, optou por mexer no meio campo: tirou Tartá e colocou Marquinhos, que entrou inicialmente com a função de imprimir maior velocidade pelo lado direito.

No decorrer da partida, a mudança do treinador se revelaria improdutiva, mas para a felicidade dos corações rubro-negros, trouxe alívio e euforia logo aos três minutos: o jovem atacante das divisões de base recebeu lançamento de Gabriel Paulista pelo lado direito e caprichou no cruzamento para a grande área. Elton, num raro momento de brilhantismo, fez valer o seu bom posicionamento e mergulhou para mandar a bola ao encontro das redes. 1 a 0.

Com o tento, o Leão cresceu e chegou perto de ampliar o escore, mas seguiu infeliz nas conclusões e, mais uma vez, teve que submeter o seu torcedor à aflição de aguardar pelo apito final para comemorar o placar mínimo em seu favor. Aos sete minutos, Uelliton aproveitou cruzamento de Pedro Ken e cabeceou com perigo, mas Andrey segurou. Um minuto depois, Elton quase marcou em outra cabeçada; Andrey espalmou.

O ABC passou a conquistar espaços e obrigou o Vitória a recuar. Mas o time potiguar levou perigo somente aos 36 minutos, com Diego Clementino, que buscou o ângulo esquerdo de Deola em chute colocado, mas mandou por cima. Em jogada semelhante, o atacante também tentou empatar aos 47, mas a bola desviou na zaga do Leão e foi para fora. Aos 49, Vuaden decretou o final do jogo e viu de perto a apaixonada torcida rubro-negra fazer mesuras ao líder da Série B.

Vitória 1x0 ABC-RN - 28ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: sábado, 6 de outubro.
Horário: 16h.
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS).
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa/RS) e Roberto Braatz (Fifa/PR).
Gol: Elton (aos três minutos do segundo tempo) para o Vitória.
Cartões amarelos: Elton, Léo e Arthur Maia (Vitória); Gladstone, Guto e Serginho (ABC).
Público: 20.515 pagantes.
Renda: R$ 323.180,00.
Vitória: Deola; Léo (Rodrigo Mancha), Gabriel Paulista, Victor Ramos e Gilson; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Tartá (Marquinhos); Dinei (Arthur Maia) e Elton. Técnico: Paulo César Carpegiani.
ABC: Andrey; Pedro Silva, Flávio Boaventura, Gladstone e Renatinho Potiguar (Airton); Guto, Serginho, Walter Minhoca (Raúl) e Cascata; Diego Clementino e Rodrigo Silva (Éderson). Técnico: Ademir Fonseca.

A Tarde
Foto: ECVitoria

Técnico do Sport teria "Prazo de validade" ?

A Nota Oficial do XV de Piracicaba pegou a torcida do Sport de surpresa.

Aguardando a confirmação, ou não, da direção rubro-negra.

O que incomoda é a informação que o clube passa, de que está "cedendo" ao Sport até 1º de dezembro.

Como assim? Ceder?

O XV está emprestando ao Sport um treinador? É isso?

E como fica o planejamento para 2013?

Como fica o comprometimento de um técnico que tem "Prazo de validade"?

Ou será que já tem outro técnico contactado, mas só para o próximo ano?

Talvez tenha sido um pesadelo. Já que a notícia foi postada neste blog por volta de meia-noite.

Qual a sua opinião sobre o assunto?


Sérgio Guedes é o novo técnico do Sport


O XV de Piracicaba postou esta notícia em seu site



NOTA OFICIAL

O Esporte Clube XV de Novembro de Piracicaba vem, através desta nota oficial, informar que o treinador Sérgio Guedes, recém-contratado pelo Alvinegro, será cedido pelo clube piracicabano à equipe do Sport Club do Recife até o dia 1º de dezembro de 2012. A missão do técnico no comando do Leão da Ilha será a de tirar o Rubro-negro das últimas posições do Campeonato Brasileiro da Série A e manter o clube na elite do futebol brasileiro.

Nesta segunda-feira, 8, a partir das 17 horas, o presidente do XV de Piracicaba, Luis Beltrame, que retorna ao cargo após se licenciar da cadeira para disputar as eleições municipais, concederá uma entrevista coletiva na sala de imprensa Ary de Camargo Pedroso a fim de esclarecer o assunto.

Além disso, a assessoria de imprensa do clube piracicabano estará gravando, às 11 horas da segunda-feira, uma entrevista, via telefone, com o treinador Sérgio Guedes e disponibilizando para toda a imprensa o conteúdo da mesma.




É, o XV de Piracicaba está "cedendo" o Técnico até o dia 1º de dezembro.

Esperaremos a confirmação, ou não, da direção rubronegra.