sábado, 27 de outubro de 2012

Resultados, Classificação e os jogos da 34ª Rodada da Série A

33ª RODADA
25/10 - 21h00Ponte Preta-SP1 x 0Cruzeiro-MG
25/10 - 21h00Santos-SP0 x 0Náutico-PE
25/10 - 21h00Fluminense-RJ2 x 1Coritiba-PR
27/10 - 16h20Internacional-RS2 x 1Palmeiras-SP
27/10 - 16h20Corinthians-SP1 x 0Vasco da Gama-RJ
27/10 - 18h30Sport-PE2 x 4São Paulo-SP
27/10 - 18h30Figueirense-SC0 x 0Portuguesa-SP
27/10 - 18h30Bahia-BA1 x 1Grêmio-RS
27/10 - 18h30Botafogo-RJ4 x 0Atlético-GO
31/10 - 21h50Atlético-MGxFlamengo-RJ


 ClubePGJGVIEMDEGPGCSG%A
1 Fluminense-RJ7233219355253072.7
2 Atlético-MG6332189554282665.6
3 Grêmio-RS6033179747281960.6
4 São Paulo-SP58331841152322058.6
5 Internacional-RS51331312844321251.5
6 Botafogo-RJ50331481151411050.5
7 Vasco da Gama-RJ5033148113937250.5
8 Corinthians-SP47331211104034647.5
9 Cruzeiro-MG4333127143842-443.4
10 Ponte Preta-SP43331110123642-643.4
11 Santos-SP43331013103940-143.4
12 Coritiba-PR4233126154651-542.4
13 Náutico-PE4233126153847-942.4
14 Flamengo-RJ40321010123241-941.7
15 Portuguesa-SP4033913113535040.4
16 Bahia-BA3733813123237-537.4
17 Sport-PE333389163253-2133.3
18 Palmeiras-SP323395193243-1132.3
19 Figueirense-SC293378183661-2529.3
20 Atlético-GO233358203160-2923.2

34ª RODADA
3/11 - 19h30Palmeiras-SPxBotafogo-RJ
3/11 - 19h30Cruzeiro-MGxSantos-SP
3/11 - 21h00Flamengo-RJxFigueirense-SC
4/11 - 17h00Atlético-GOxCorinthians-SP
4/11 - 17h00Vasco da Gama-RJxSport-PE
4/11 - 17h00São Paulo-SPxFluminense-RJ
4/11 - 19h30Náutico-PExInternacional-RS
4/11 - 19h30Grêmio-RSxPonte Preta-SP
4/11 - 19h30Portuguesa-SPxBahia-BA
4/11 - 19h30Coritiba-PRxAtlético-MG

Bahia cede empate ao Grêmio



Empurrado pelos pouco mais 32 mil tricolores que registraram o melhor público de Pituaçu nesta edição da Série A do Campeonato Brasileiro, o Bahia foi melhor que o Grêmio, mas não converteu a sua superioridade em gols e ficou apenas no empate de 1 a 1.

Como o Sport e o Palmeiras, que perderam para o São Paulo e para o Internacional, respectivamente, não pontuaram na rodada, o Esquadrão, agora com 37 pontos ganhos, aumentou para quatro pontos a sua vantagem sobre a zona de rebaixamento. O Leão da Ilha, 17º, segue com 33, e o Alviverde paulista, 18º, continua com 32.  Já o tricolor gaúcho, mantido na terceira posição, chegou aos 60 pontos e está cada vez mais perto de confirmar a sua classificação à Taça Libertadores.

Dono absoluto do primeiro tempo, o time baiano sufocou o Grêmio, mas não deu conta de superar a retranca do time gaúcho e balançou as redes somente aos 40 minutos: gol de Gabriel, após chute cruzado de Jones Carioca. Dois minutos depois, num apagão da defesa baiana, Kleber aproveitou rebote de Lomba e deixou tudo igual.

Na segunda etapa, Gabriel reclamou de dores musculares e ficou no vestiário. Jéferson entrou em seu lugar. Mas o Grêmio passou a se arriscar nas jogadas de ataque e tornou o jogo mais aberto. As duas equipes criaram boas chances de gol, mas não tiveram sorte e saíram de campo com um ponto cada.

Agora, na sequência do campeonato, o Esquadrão faz dois jogos fora de casa: no próximo domingo, 4 de novembro, joga contra a Portuguesa, no Estádio Canindé. Depois, no dia 11, vai até o Estádio Independência para encarar o Cruzeiro. Já o Grêmio terá duas partidas em casa: a Ponte Preta, no dia 4, e o São Paulo, no dia 11.

Golpe inesperado - Para evitar sustos com a zona de rebaixamento, o Bahia aproveitou o calor da sua torcida e, apesar de desprovido de um homem responsável por articular as jogadas de meio campo, buscou o resultado em seu favor com muita bravura no primeiro tempo de jogo em Pituaçu.

Contudo, embora tenha encontrado um Grêmio inicialmente desinteressado e disposto apenas a esfriar o ritmo do jogo e a se defender, o time baiano acabou por sofrer um inesperado tento de empate dois minutos depois de ter aberto o placar.

Apesar da pressão constante, o Esquadrão balançou as redes somente aos 40 minutos: a zaga gremista cortou mal um cruzamento de Jussandro e a bola sobrou para Jones Carioca, que bateu cruzado e serviu Gabriel de frente para o gol. O jovem meia teve apenas o trabalho de dar um toque na bola para assinalar 1 a 0.

O mesmo fez Kleber, dois minutos depois: após apagão da defesa baiana, Elano arriscou chute cruzado da entrada da área e obrigou Marcelo Lomba a se esticar para fazer a defesa; no rebote, o "Gladiador", desacompanhado dos defensores do Bahia, deu um leve toque na bola para decretar o injusto 1 a 1.

Bahia segue melhor - Gabriel reclamou de dores musculares e não voltou para o segundo tempo. Jorginho, então, lançou mão de Jéferson e mudou a configuração tática da sua equipe: se antes tinha um hiato entre os três volantes e os três atacantes, agora passaria a ter uma peça destinada a servir Jones e Souza.

O Bahia passou a atacar de modo mais organizado, mas o Grêmio de Vanderley Luxemburgo abandonou a postura defensiva que apresentara na primeira etapa e se arriscou nas jogadas de ataque com maior frequência. E o jogo melhorou: as duas equipes criaram boas chances para mudar o placar. Aos dois minutos, Jéferson cruzou na área e Souza, livre, cabeceou sem força. Grohe pegou.

Aos seis, Neto mandou uma bomba da intermediária; deu Grohe de novo. Aos 17, Léo Gago cobrou falta com efeito pelo lado direito e promoveu Marcelo Lomba: o goleiro do Esquadrão saltou e fez a defesa mais importante da partida. Três minutos depois, Neto cobrou escanteio e Fabinho se antecipou para, de carrinho, mandar a bola muito perto da meta gremista; para fora.
Hélder arriscou chutaço, aos 30, e quase surpreendeu o goleiro do tricolor gaúcho, mas a bola passou por cima. Aos 36, Jéferson tocou por cima da marcação adversária e serviu Elias, que emendou chute de primeira; Gohe saltou e interviu. Aos 47, Léo Gago serviu Leandro na grande área, mas o atacante bateu fraco e parou em Lomba, que manteve o 1 a 1. Resultado injusto.
Bahia 1x1 Grêmio - 33ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Local: Estádio Metropolitano de Pituaçu, em Salvador (BA).
Data: sábado, 27 de outubro.
Horário: 17h30.
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Asp. Fifa/GO).
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Asp. Fifa/SP) e Guilherme Dias Camilo (Asp. Fifa/MG).
Público: 32.157 pagantes.
Renda: R$ 566.495,00.
Gols: Gabriel (aos 40 minutos do primeiro tempo) para o Bahia; Kleber (aos 42 minutos do primeiro tempo) para o Grêmio.
Cartões amarelos: Titi, Jones Carioca e Souza (Bahia); Pará, Kleber e Leandro (Grêmio).
Bahia: Marcelo Lomba; Neto, Danny Morais (Lucas Fonseca), Titi e Jussandro; Diones, Hélder, Fabinho e Gabriel (Jéferson); Jones (Elias) e Souza. Técnico: Jorginho.
Grêmio: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Naldo e Anderson Pico; Fernando, Souza, Marquinhos (Marco Antônio) e Elano (Léo Gago); Kleber e Marcelo Moreno (Leandro). Técnico: Vanderley Luxemburgo.

A Tarde
Foto: Eduardo Martins

Com falhas de Saulo, Sport toma 4 do São Paulo



O mesmo palco, o mesmo enredo, outro filme de terror. Nada de Jason. Na noite deste sábado, o espírito imortal passou longe da Ilha do Retiro. A derrota para o São Paulo lembrou muito a goleada sofrida para o Atlético-MG, no primeiro turno. Depois de abrir o placar com Gilberto, o Sport acabou goleado. Desta vez por 4 a 2 - o Galo venceu por 4 a 1. Em vez de Bernard, Lucas foi o carrasco do dia. Autor de três gols, o meia freou a reação rubro-negra no Campeonato Brasileiro. O resultado mantém o Leão na zona de rebaixamento, agora a 4 pontos do Bahia, que empatou em casa com o Grêmio. Restam cinco rodadas. E os dois poximos compromissos serão fora de casa, contra Vasco e Figueirense. Do outro lado do abismo, o São Paulo se consolida cada vez mais na zona de classificação para a Libertadores. A missão do Sport segue ingrata, mas já esteve pior.

Jogo - Aos 14 minutos, a Ilha do Retiro veio abaixo. Cicinho cobrou escanteio e Gilberto, de cabeça, fuzilou as redes de Rogério Ceni. Em êxtase, o torcedor rubro-negro parecia não acreditar em um início de jogo tão promissor. Por alguns minutos, o Sport se viu a apenas 1 ponto do Bahia. Não demorou muito. Aos 17, Lucas escapou pela intermediária rubro-negra e apresentou seu cartão de visitas. Chutaço de longa distância, fora do alcance de Saulo. Apesar da chiadeira de parte da torcida do Sport, o goleiro praticamente não teve chances de defesa.

A lambança de Saulo ainda estava por vir. Aos 29, o goleiro deu todos os motivos para ser criticado. Após um cruzamento despretensioso, ele acabou soltando a bola nos pés de Lucas. O craque tricolor só teve o trabalho de escorar. Banho de água fria nos rubro-negros. Silêncio na Ilha do retiro. A imagem de Magrão certamente veio á mente de cada torcedor do Sport.

O segundo gol desestabilizou. Quando  o time tentava assimilar o golpe e iniciar a reação, o sistema defensivo vacilou. Aos 33, Rivaldo, Ailson e novamente Saulo viabilizaram o terceiro gol do São Paulo. Em outro lance despretensioso, Rivaldo acabou se enroscando com Cortez e a bola encobriu Saulo, adiantado. Pronto. Em menos de 20 minutos, o torcedor rubro-negro experimentou um misto de emoções contraditórias. Entre o gol marcado e os três tomados, passaram-se apenas 19 minutos. Apesar de incrédulo, o torcedor do Sport aplaudiu seus jogadores na descida para o vestiário.

Se havia um pingo de esperança, ela foi desfeita aos 13 minutos da segunda etapa. Numa descida em alta velocidade, Lucas, sempre ele, tabelou com Luis Fabiano e saiu cara a cara com Saulo. Estática, a defesa rubro-negra só observou o meia escolher o canto e correr para comemorar o seu terceiro gol, o quarto do São Paulo. Mesmo com quase meia hora de jogo pela frente, parte da torcida rubro-negra começou a deixar o estádio. Não havia muito mais o que fazer. Àquela altura, vai mais a pena secar o Bahia. Hugo ainda teve tempo de converter o pênalti sofrido por Gilberto e diminuir a vantagem tricolor, aos 34 minutos.
Sport 2

Saulo, Cicinho, Bruno Aguiar, Ailson e Renê; Tobi, Rivaldo (Marquinhos Gabriel), Rithelly (Moacir) e Hugo; Felipe Azevedo e Gilberto (Sandrinho). Técnico: Sérgio Guedes.

São Paulo 4

Rogério Cêni; Paulo Miranda (Cícero), Rafael Tolói, Rodolpho e Cortês; Denilson (Casemiro), Wellington, Maicon (Ademilson) e Lucas; Douglas e Luís Fabiano. Técnico: Ney Franco.

Local: Ilha do Retiro
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Kléber Lucio Gil  (SC) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Gols: Gilberto (aos 14 do 1 T); Lucas (aos 1 T, 29 do 1 T e 13 do 2 T); Rivaldo - contra (aos 33 do 1 T) e Hugo (aos 34 do 2 T)
Cartão amarelo: Rithelly, Tobi (Sport); Denilson, Douglas e Cortez (São Paulo)
Público: 31.599
Renda: R$ 370.110,00

Lucas Fitipaldi - Diario de Pernambuco


Definidos os classificados do Grupo B da Série C

Com os jogos realizados neste sábado, o grupo B da Série C, já tem os seus classificados definidos.

18ª RODADA
27/10 - 16h00Macaé-RJ3 x 1Santo André-SP
27/10 - 16h00Oeste-SP0 x 0Madureira-RJ
27/10 - 16h00Brasiliense-DF4 x 2Vila Nova-GO
27/10 - 16h00Duque de Caxias-RJ2 x 1Caxias-RS
27/10 - 16h00Chapecoense-SC5 x 0Tupi-MG

Grupo B
 ClubePGJGVIEMDEGPGCSG%A
1 Macaé-RJ321895433171659.3
2 Duque de Caxias-RJ29189272223-153.7
3 Chapecoense-SC291885524121253.7
4 Oeste-SP29188552219353.7
5 Caxias-RS27188372326-350.0
6 Brasiliense-DF23187292529-442.6
7 Vila Nova-GO23186572726142.6
8 Madureira-RJ23186571721-442.6
9 Santo André-SP18183961422-833.3
10 Tupi-MG141835101325-1225.9

Macaé, Duque de Caxias, Chapecoense e Oeste aguardam os seus adversários que se classificarão no grupo A.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Reunião tumultuada aprova novo estatuto do Sport


Em assembleia marcada por um clima de muita tensão entre os integrantes da situação e os da oposição, decidiu-se pela mudança do estatuto do Sport. Após discursos inflamados e críticas disparadas para todos os lados, 241 sócios participaram da votação, com uma apertada vitória (121 x 119, além de um voto nulo) dos defensores das alterações em alguns trechos do documento. Entre as novidades, destacam-se a eleição direta para o presidente executivo a partir do próximo pleito e a redução do número de conselheiros de 300 para 150 rubro-negros.

Na noite dessa terça-feira, o mal-estar começou antes mesmo da abertura oficial da Assembleia. O presidente Gustavo Dubeux apenas começara a falar quando o ex-presidente Fernando Pessoa dirigiu-se ao pedestal e começou a questionar o protocolo que estava sendo seguido. De acordo com o ex-mandatário, a cerimônia em questão estaria desrespeitando o estatuto do clube. Quando o diretor jurídico Arnaldo Barros começava a justificar o cronograma, o também ex-presidente Homero Lacerda tomou a palavra. Ressaltando a importância do que estava sendo decidido, ele ratificou as queixas de Pessoa, sendo calorosamente aplaudido.

Os questionamentos prosseguiram até o ex-presidente do Conselho Deliberativo, Guilherme Albuquerque ser escolhido – por indicação da oposição – para presidir a assembleia. Talvez por coincidência, os ânimos se acalmaram assim que o empresário Luciano Bivar subiu ao palco para compor a mesa. A tranquilidade, porém, seguiu apenas até o fim da leitura das sugestões de mudanças. Assim que os tópicos foram lidos, o conselheiro e ex-deputado Harlan Gadêlha pediu o adiamento do pleito. “Não é correto, no apagar das luzes de um mandato, se votar mudanças no estatuto do clube. Isso não é ético. E nem politicamente correto”.

Mais tensão
A colocação foi imediatamente rebatida por Bivar. “Nenhum absurdo está sendo sugerido aqui. É importante que os interesses pessoais sejam colocados de lado. Todos aqui querem apenas o bem do Sport. Por isso, sugiro ao presidente (da Assembleia) que ele dê prosseguimento à votação”. Ao fim do discurso, o misto de vaias e aplausos deixou claro que as opiniões estavam bastante divididas. Integrantes da oposição e da situação revezaram o microfone por alguns minutos, expondo suas razões para que as mudanças fossem ou não votadas.

A tensão chegou ao ápice nos discursos de Dubeux e do administrador Elpídio Diniz, um dos fundadores do movimento Resistência Sport. “Temos que gerir o clube como se fosse nossa casa, nossa empresa. Entregarei o Sport numa situação confortável”, testemunhou Dubeux, sendo interrompido por muitas vaias. Na sequência, Elpídio teve o discurso interrompido várias vezes por uma vaia solitária e insistente. Ao descer do palco, ele foi tomar satisfação com o seu crítico e os dois tiveram de ser contidos para não chegar às vias de fato. O restante da votação transcorreu sem maiores problemas.

Confira as principais sugestões de mudanças no estatuto do clube:

1. Eleição direta do Presidente Executivo;

2. “Ficha Limpa” – os candidatos à presidência executiva e à vice-presidência deverão apresentar certidões negativas dos cartórios de protestos dos respectivos domicílios residencial e profissional/comercial do candidato e certidão negativa de antecedentes criminais;

3. Diminuir o número de Conselheiros de 300 para 150;

4. Criação da categoria Sócio Especial, sendo ela composta pelos torcedores que adquiriram os títulos em ações pontuais de marketing. Categoria que não tem direito a voto.

Celso Ishigami - Diario de Pernambuco

América-RN derrota Joinville no Nazarenão



Diante do Joinville-SC na noite desta terça-feira, o América fez prevalecer o excelente retrospecto no Nazarenão e derrotou o time catarinense por 3 a 1. A vitória foi a 11ª em 16 jogos no estádio de Goianinha.

Os gols da vitória alvirrubra foram marcados por Wanderson, Norberto e Isac, enquanto Jailton anotou para o Joinville, que ainda teve o goleiro Jhonatan expulso. Com a vitória, o América chegou aos 47 pontos e se mantém na parte intermediária da tabela, com poucas pretensões de ainda chegar ao G-4.

Na próxima rodada, o América vai enfrentar o lanterna Grêmio Barueri-SP fora de casa no sábado às 20h, horário de Natal.

O JOGO

O América começou a partida apertando com jogadas pela linha de fundo. Em uma delas aos 20 minutos, Tiago Galhardo rolou para Wanderson que soltou a bomba e fez um belo gol. O alvirrubro seguiu dominando, enquanto o JEC tentava se organizar.

Em mais uma jogada de triangulação aos 39 minutos, Norberto recebeu na área e chutou forte para marcar o segundo. O alvirrubro quase fez o terceiro aos 41 minutos, quando Lúcio tocou na saída do goleiro e a bola foi na trave.

No segundo tempo, o Joinville voltou acesso na partida e logo aos 11 minutos, Jailton recebeu bom passe na área, tirou da zaga e marcou para os catarinenses. O alvirrubro tentava segurar a pressão, apostando nos contra-ataques.

Aos 27 minutos após lançamento para Lúcio, o goleiro Jhonatan saiu estabanado e tocou a bola com a mão fora da área e recebeu cartão vermelho. O goleiro reserva Jair entrou mas cinco minutos depois cometeu falha ao sair errado e a bola sobrou livre para Isac só empurrar para as redes e ampliar a vantagem para o América.

Nos últimos 15 minutos, o jogo ficou em ritmo lento e o alvirrubro apenas administrou a vantagem que garantiu mãos três pontos.

Ficha Técnica

América: Tiago, Norberto, Edson Rocha, Cleber e Wanderson; Márcio Passos, Michel (Pingo), Tiago Galhardo (Rodrigão) e Netinho; Isac (Daivison) e Lúcio

Joinville: Jhonatan; Eduardo, Maurício, Diego Jussani e Rodrigo Alvim; Leandro Carvalho (Aldair), Glaydson (Vanderlei), Ricardinho e Jailton; William e Lima (Jair).


Júlio Rocha, DN Online
Foto: Frankie Marcone / Agência Estado

Vitória passa por CRB e fica mais próximo do acesso


O futebol apresentado pelo Vitória não foi dos melhores, mas o resultado não podia ser melhor. Com um gol de Elton, aos 39 minutos do segundo tempo, o rubro-negro baiano bateu o CRB no estádio Rei Pelé por 1 a 0 na noite desta terça-feira, 23, em Maceió.

O triunfo conquistado fora de casa deixa o time do técnico Ricardo Silva, que assumiu o clube após a saída de Carpegiani, com 66 pontos, ficando com a segunda posição na tabela, um ponto atrás do líder Goiás (que goleou o ASA por 4 a 0), e seis a frente do São Caetano, primeiro time fora da zona de classificação para a Série A, faltando agora seis rodadas para o final da competição.
Mesmo ainda não mateticamente garantido, o Vitória atinge uma pontuação que, em todas as edições anteriores da Segundona, garantiria à equipe uma vaga na primeira divisão.

Além disso, seu próximo confronto é justamente contra o São Caetano na sexta-feira, 27, às 18h30 (horário de Salvador), no Barradão. Caso conquiste um triunfo em casa, o rubro-negro baiano chegará aos 69 pontos, abrindo 11 pontos para o quinto colocado, o que deixará o Leão numa situação muito confortável rumo à elite do futebol brasileiro em 2013.

Já o CRB permanece com 30 pontos, no perigoso 16º lugar, apenas dois pontos acima da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o time alagoano enfrenta fora de casa o lanterna Ipatinga, no sábado, 27, às 15 horas (horário de Salvador).
O jogo - Quem esperava um Vitória aguerrido em campo após a saída do técnico Carpegiani, segundo a direção do clube por desgaste com o elenco, se enganou. Mesmo sem grande qualidade, era o CRB quem criava as melhores oportunidades na primeira etapa.

Logo aos quatro minutos, o atacante Ricardinho recebeu passe dentro da área e, em decisão polêmica, o juiz marcou impedimento na jogada. O Vitória chegou a responder, aos sete, com o chute de fora da área do lateral Mansur.

Mas era o time alagoano quem chegava com perigo. Aos 31 minutos, Michel salvou com o peito em cima da linha um perigoso escanteio cobrado por Jadilson. Sete minutos depois, aos 38, o goleiro Deola foi obrigado a sair do gol e defender com a ponta dos dedos o toque do atacante Ricardinho.

Nas poucas vezes que chegava ao ataque, o rubro-negro baiano ainda esbarrava numa noite que parecia pouco inspirada para o atacante Elton, que não conseguia aproveitar as oportunidades criadas pelos companheiros, com chutes que não levavam perigo ao gol do CRB.

Decisivo - Na etapa final, o CRB aumentou a pressão e quem começou a se consagrar como grande nome do Vitória na partida foi o goleiro Deola. Aos 21 e aos 23 minutos, o goleiro do rubro-negro baiano fez duas grandes defesas, evitando chances claras de gol do time alagoano.
O técnico Ricardo Silva só mexeu no time pela primeira vez aos 25 minutos, com a entrada de Willie no lugar de Tartá. Mas foi a segunda substituição, aos 35 minutos, sacando Marquinhos para a entrada de Eduardo Ramos, que acabou sendo decisiva.

Saiu dos pés do meia, que não vinha sendo utilizado pelo ex-treinador Carpegiani, o passe para o decisivo gol de Elton, aos 39 minutos da etapa final. O atacante, que não vinha fazendo uma boa partida, fez o que se espera de um homem de área: colocou a bola para dentro, de cabeça, após o lançamento de Eduardo Ramos, decretando o placar final no Rei Pelé.

CRB 0x1 Vitória - 32ª rodada da Série B 2012

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL
Data: Terça-feira, 23 de outubro de 2012.
Horário: 18h30.
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Lorival Candido das Flores e Ubiratan Bruno Viana (ambos do RN).
Gol: Elton (Vitória, aos 39  minutos do segundo tempo).
Cartões amarelos: Gleidson e Aloiso (CRB).
CRB: Anderson; Ângelo, Rogélio, Felipe (Ítalo) e Gleidson; Ednei, Marcinho; Geovani (Ronaldo) e Jadilson; Aloisio Chulapa e Ricardinho (Jeorge). Técnico: Roberval Davino.
Vitória: Deola; Nino Paraíba, Josué, Gabriel Paulista e Mansur; Ueliton, Michel, Pedro Ken e Tartá (Willie); Marquinhos (Eduardo Ramos) e Elton (Dinei). Técnico: Ricardo Silva.

A Tarde

Resultados da 32ª rodada, classificação e próximos jogos da Série B

32ª RODADA
23/10 - 15h00Atlético-PR1 x 1Guarani-SP
23/10 - 19h30Goiás-GO4 x 0ASA-AL
23/10 - 19h30São Caetano-SP1 x 1Ipatinga-MG
23/10 - 19h30América-RN3 x 1Joinville-SC
23/10 - 19h30Criciúma-SC3 x 4Grêmio Barueri-SP
23/10 - 19h30CRB-AL0 x 1Vitória-BA
23/10 - 21h50América-MG3 x 2Boa Esporte-MG
23/10 - 21h50Guaratinguetá-SP2 x 1ABC-RN
23/10 - 21h50Ceará-CE0 x 1Paraná-PR
23/10 - 21h50Bragantino-SP1 x 0Avaí-SC
33ª RODADA
26/10 - 19h30ABC-RNxGoiás-GO
26/10 - 19h30Vitória-BAxSão Caetano-SP
26/10 - 21h00Boa Esporte-MGxCeará-CE
26/10 - 21h00Grêmio Barueri-SPxAmérica-RN
26/10 - 21h50Avaí-SCxParaná-PR
27/10 - 14h00Atlético-PRxGuaratinguetá-SP
27/10 - 16h00Guarani-SPxCriciúma-SC
27/10 - 16h00Ipatinga-MGxCRB-AL
27/10 - 16h00ASA-ALxBragantino-SP
27/10 - 16h00Joinville-SCxAmérica-MG

 ClubePGJGVIEMDEGPGCSG%A
1 Goiás-GO6732207561303169.8
2 Vitória-BA6632206652331968.8
3 Criciúma-SC6532205769492067.7
4 Atlético-PR5932185954322261.5
5 São Caetano-SP58321610647311660.4
6 Joinville-SC52321571049311854.2
7 América-MG4932154135145651.0
8 América-RN4732138114847149.0
9 Avaí-SC4632144143637-147.9
10 Ceará-CE4532129114845346.9
11 Paraná-PR4232119124141043.8
12 ASA-AL4032124164144-341.7
13 Boa Esporte-MG3832108144250-839.6
14 Guarani-SP3832911123037-739.6
15 ABC-RN363299143942-337.5
16 Guaratinguetá-SP313294193254-2232.3
17 Bragantino-SP313287173449-1532.3
18 CRB-AL303286183557-2231.2
19 Grêmio Barueri-SP263268183259-2727.1
20 Ipatinga-MG253267193058-2826.0