sábado, 17 de novembro de 2012

Ficha Técnica de São José 8 x 0 Nacional pela Libertadores Feminina

O atual campeão da Libertadores Feminina, São José, goleou impiedosamente o Nacional do Uruguai por 8 x 0, no estádio Lacerdão em Caruaru nesta sexta-feira.

A equipe demonstrou logo aos dois minutos de jogo, o porque de ser uma das favoritas ao título das Américas. Giovânia já abria o placar. Formiga, Priscilinha, Alana e Cristiane(4), balançaram as redes uruguaias.

Na próxima rodada, as paulistas enfrentarão o Caracas. No outro jogo, o Nacional encara o Boca Juniors.

Ficha Técnica:

São José - Kaká, Poliana, Bagé (Renata Diniz), Gislaine e Danielli - Michele Nunes, Formiga, Monique (Francielle) e Priscilinha (Alana) - Giovânia e Cristiane. Téc: Márcio Oliveira.

Nacional - Luciana, Sabrina, Ana Karen, Jéssica e Valéria (Florencia) - Mariana Pion, Federica, Thalía e Carolina - Adriana Castillo (Silveira) e Juliana Castro.


Gols - Cristiane (4), Giovânia, Formiga, Priscilinha e Alana (SJ)

No vídeo, Cristiane fala à assessoria oficial da Libertadores Feminina sobre a partida.




https://twitter.com/LibertadoresFem

http://www.facebook.com/pages/Libertadores-Feminina-2012/464547513588614

Ficha Técnica de Boca Juniors 2 x 1 Caracas pela Libertadores Feminina


Boca vence Caracas na estreia

A equipe feminina do Boca Juniors teve muita dificuldade para vencer o Caracas por 2 x 1.

As venezuelanas tiveram diversas chances de balançar as redes argentinas, mas, acabaram desperdiçando as oportunidades.

Na segunda-feira as argentinas terão o Nacional pela frente, enquanto que o Caracas joga contra o São José.


Ficha Técnica:

Boca Juniors - Elizabeth, Eva Nadia, Barrios, Perez e Vanesa - Bettiana, Yael (Jaimes) e Mirian (Chavez) - Andrea, Rosana e Maria (Manicler)

Caracas - Andrea Tovar, Rodriguez (Koster), Zambrano, Flores e Rengel - Herrera (Torres), Bandres, Guzman (Villamizar) e Altuve - Viso e Basanta.


Gols - Andrea (14 do 1º t) Manicler (34 do 2º t) - Boca Juniors
Bandres (13 do 2º t) - Caracas

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Ficha Técnica - Foz Cataratas 5 x 1 Universidad - Libertadores da América de Futebol Feminino


Foz estreia goleando na Libertadores Feminina

O atual campeão da Copa do Brasil, Foz Cataratas estreou goleando a Universidad da Bolívia
por 5 x 1 e assume a liderança do Grupo A.

Imprimindo um ritmo muito forte, as paranaenses não tiveram dificuldades para vencer as bolivianas.

Na próxima rodada, domingo que vem, nos Aflitos, o Foz joga contra o Formas Intimas, enquanto que a Universidad encara o Deportivo Quito.

Ficha Técnica

Foz Cataratas - Isabela, Paula Andressa, Tayla, Bruna Beatriz e Rilany - Beatriz, Renata Costa (Amanda), Andressa e Daiana Moreti - Thaisa e Nenê (Giovana).

Universidad - Eliana, Janeth, Beatriz, Yaneth e Griselda (Yoselin) - Denka, Angela, Carla e Dulce (Erika) - Cláudia e Yanna.

Gols - Andressa 2, Thaisa, Daiane Moretti e Giovana - Foz Cataratas.
Janeth - Universidad.

Árbitragem - Viviane Muniz (Col)
Aux - Lucia Hurtanz (Col)
Isley Delgado (Col)

Foto: Agencia M-SIM

Ficha Técnica de Deportivo Quito 2 x 1 Formas Íntimas - Libertadores Feminina 2012


Equatorianas saem de campo comemorando a primeira vitória na Libertadores Feminina

O Deportivo Quito do Equador estreou vencendo o Formas Íntimas da Colômbia por 2 x 1, pela 4ª Copa Libertadores da América de Futebol feminino.

O jogo foi realizado no estádio dos Aflitos. As equatorianas ficam na 2ª posição do grupo A com 3 pontos e no próximo domingo enfrentam o Universidad. As colombianas ficam na 3ª colocação e encaram o Foz Cataratas também no domingo, nos Aflitos.

Ficha Técnica:

Deportivo Quito - Lissete, Monica Estefania (Paola), Ligia Helena, Daniela e Mariana - Erika, Monica Rebeca, Mayra Fabiola (Karen) e Kerly - Joselin e Gillins (Joshelin). Tec: Liliane Zapata

Formas Íntimas - Sandra - Katherine, Tatiana, Kelis e Dora - Nayla, Daniela, Paula eYulieth - Yisela e Lady Andrade.

Arbitragem - Ana Karina (PE)
Aux. - Katiúscia Mendonça (ES) e Cláudia Mollinedo (Bol)

Gols - Kerly (26 do 1º t) Monica Rebeca ( 12 do 2ºt)- Deportivo Quito.
Lady Andrade (31 do 2º t) - Formas Íntimas

Foto: Agencia M-SIM

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Libertadores Feminina começa nesta quinta

Foz Cataratas entra em campo nesta quinta

Nesta quinta-feira terá início a 4ª Copa Libertadores da América de Futebol Feminino. Dois jogos estão marcados para o estádio dos Aflitos.

A partir das 16 horas se enfrentam Deportivo Quito (Eq) x Formas Íntimas (Col). Às 18 horas, é a vez do atual campeão da Copa do Brasil, Foz Cataratas encarar o Universidad da Bolívia.

Os ingressos custam R$ 10,00 e também vale a campanha "Todos com a nota" .

As quatro delegações que entram em campo nesta quinta-feira estão hospedadas no Cabo de Santo Agostinho, e realizando treinamentos no Estádio Gileno de Carli.


Mais informações:




Atenciosamente,

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Figueirense 1 x 1 Sport - Os gols




http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5?feature=watch

Náutico 0 x 1 Flamengo - O gol





http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5?feature=watch

domingo, 11 de novembro de 2012

Fortaleza 1 x 3 Oeste - Os gols





http://www.youtube.com/user/CAMFWAYNE5?feature=watch

Náutico enfrenta Flamengo por vaga na Sul-americana



Não há outro modo de imaginar o Náutico atuando nos Aflitos que não em velocidade máxima, sufocando o adversário, atrás da vitória durante os 90 minutos e os acréscimos. E assim vai continuar sendo. Mesmo com a manutenção na Série A praticamente assegurada, quando entrar em campo às 18h30 deste domingo (horário do Recife), o Timbu irá em busca dos três pontos a todo custo contra o Flamengo. O intuito é seguir firme em seu propósito de terminar a competição no G10 e com o “ingresso” à Copa Sul-Americana devidamente garantido para a próxima temporada.

É natural atribuir a Kieza a maior parte das vitórias do time nos Aflitos. Mas o sucesso do artilheiro deve-se, em grande parte, à defesa. A evolução é contínua. Ao ponto de, hoje, o Timbu possuir um dos setores defensivos mais eficientes do campeonato, com zagueiros, laterais e volantes bem encaixados. O retrospecto recente comprova. Nos últimos cinco jogos, o time sofreu apenas dois gols, na derrota para o Coritiba. Passou quatro partidas invicto. A defesa entrará em campo contra os cariocas com a invencibilidade de quase 280 minutos sem ter suas redes balançadas – recorde da equipe na Série A.

Uma engrenagem que vai precisar de adaptação para encarar o Flamengo. Em grande fase, o zagueiro Jean Rolt não terá Alemão, suspenso, ao seu lado. Ronaldo Alves volta de contusão, mas deverá ficar no banco como opção, em razão da falta de ritmo de jogo (está há um mês sem atuar). Alison deverá assumir a vaga. Outra baixa no Náutico é Elicarlos. O volante deixou o jogo contra o Internacional ainda no primeiro tempo por conta de uma lesão na coxa esquerda. O seu substituto, teoricamente, é Josa.

Super Esportes

Sport enfrenta Figueirense para ficar a um ponto de sair do Z-4



A impossibilidade de ultrapassagem deve-se, somente, à distância. Mas ainda há um certo chão até o fim da estrada. Tempo e pontos suficientes. Como também combustível. Empolgado pela vitória no último fim de semana sobre o Vasco por 3 a 0, o Sport entra em campo neste domingo em um momento decisivo para conseguir a sua permanência na Série A. Uma vitória sobre o Figueirense, em Santa Catarina, pode deixar o time a um ponto da porta de saída da zona de rebaixamento. Pronto, portanto, para na rodada seguinte, deixar o Z4 para trás..

O momento exige atenção máxima. Moral e estatisticamente rebaixado, o Figueirense dará, provavelmente, o último suspiro na Série A. A acelerada derradeira, já sabendo que não chegará ao fim do caminho. A combinação para a salvação é absurda e envolve quatro vitórias aliadas a tropeços sucessivos de quem está acima. Pensar em vencer o Sport, portanto, é mais uma questão de “honra”, de respeito ao espírito esportivo e aos contáveis torcedores que devem estar na arquibancada.

Não conseguir a vitória para o Sport, portanto, terá o efeito similar a de um puxão repentino no freio de mão. Destruir toda a reação construída até o momento, acabar com a esperança do torcedor que voltou a se encher de esperança após a vitória sobre o Vasco. O técnico Sérgio Guedes e os atletas estão certos disso. E prometem acelerar ainda mais neste domingo. A ordem é partir para cima do adversário, do início ao fim. Vencer e torcer por um pneu furado de quem está à frente.

O time será, portanto, o mesmo que começou o jogo contra o Vasco. Sem desfalques, o treinador aposta na velocidade do ataque com Gilberto, Gilsinho e Felipe Azevedo para superar a deficiente defesa catarinense - o Figueirense possui a pior defesa da competição ao lado do Atlético-GO, com 62 gols sofridos. Não só com eles. A aposta é na grande fase de Hugo. O meia comanda a reação do Sport, com passes e gols. Desempenho tão bom que dificulta a sua permanência na Ilha para a próxima temporada. Mesmo o clube conseguindo ficar na Série A.

Super Esportes