segunda-feira, 17 de julho de 2017

Equipe de planejamento da gestão 2018/2019 do Náutico, sob o comando de Edno Melo e Diógenes Braga.

Perfil equipe planejamento 2018/2019

1.       Juliana Moreira

É especializada em gestão de projetos e auditoria. É coordenadora do MBA em Gestão Empresarial e atua na BST Consultoria. Será a gestora do projeto de diagnose e planejamento estratégico do clube. Nessa transição vamos tirar um retrato de como o clube está e fomentar soluções para mudar a atual realidade. É como comprar uma casa antiga. Precisa de reformas, mas como iniciar se não sabemos das medidas dos cômodos, da sitação hidráulica, etc? Então, primeiro vou entrar, ver que tipo de reforma eu preciso, para depois planejar o trabalho possível e necessário e então executá-lo”.

2.       Fábio Lins

É marketólogo, ex-atleta, atuou como diretor de Marketing do Náutico em 2015. Tem curso de gestão técnica de futebol e é estudante de Relações Internacionais. O que ele espera deste período de transição é identificar problemas e potenciais, estabelecer processos para que o clube tenha uma coordenação de gestão continuada, abrangendo desde a captação de recursos até a aplicação destes recursos”.

3.       Ricardo Mello

É jornalista e consultor, sócio-diretor da Rima Estratégia e Conteúdo, mestre em Comunicação, foi vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco, coordenador do curso de Jornalismo da Unicap, diretor da Aliança Francesa do Recife e da Associação Nordestina de Ex-Estagiários no Japão. Para ele, a transição vai ser muito mais do que uma oportunidade de levantamento de informações. “Precisa ser um período de antecipação de soluções. O Náutico quer reverter o atual quadro de dificuldade, resgatando sua força, sua competitividade, ao mesmo tempo em que vai construindo uma instituição sustentável. Estaremos trabalhando o imediato, mas também o futuro”.

4.       Luciano Leonídio

É doutor em Educação, professor universitário, consultor e assessor na área de gestão esportiva e projetos esportivos, principalmente para captação na lei de incentivo ao esporte. Atualmente, está cursando, na CBF, Gestão de Futebol. Durante a transição, Luciano pretende criar processo de captação de recursos para o Náutico, analisar contratos e novas possibilidades de criação de receita.


Nenhum comentário: