domingo, 16 de julho de 2017

Sport tem a cara de Luxemburgo



Por Houldine Nascimento*
Em menos de dois meses, Vanderlei Luxemburgo conseguiu tornar o time do Sport competitivo.
Nas últimas partidas com Ney Franco, os jogadores se arrastavam em campo. Foi assim na derrota para o Danubio, em Montevidéu, por 3 a 0.
E mesmo quando a equipe tinha uma boa atuação, não conseguia definir a partida.
Exemplo disso foi o primeiro duelo contra o Botafogo pela Copa do Brasil, quando o adversário jogou com dez atletas durante a maior parte do tempo, e, mesmo assim, o clube carioca virou o confronto para 2 a 1.
A gana que o técnico anterior demonstrava não ter sobra no professor. Além da vontade, o Sport tem demonstrado bom futebol.
É preciso ressaltar o poder de convencimento que Luxa tem para que o time aplique isso nos confrontos.
A derrota que o Rubro-negro pernambucano sofreu para o Vitória na Ilha foi um divisor de águas. A chamada pública que Luxemburgo deu nos seus comandados funcionou. Desde então, só resultados positivos.
De lá para cá, o Sport não perde há sete jogos e acumula seis triunfos consecutivos, quatro deles no Brasileirão.
Para que isso acontecesse, foi essencial ajustar a defesa, que não toma gol desde o empate contra o Atlético-MG em Belo Horizonte.
O Sport também é líder em desarmes na Série A. São 240 roubadas de bola.
Além disso, as peças que o Leão contratou se encaixaram.
Sander vai bem na lateral-esquerda e Patrick, maior “ladrão de bola”, cavou vaga no meio. Thomás, quando acionado, também deu conta.
Dos atletas que já estavam, Luxa vem extraindo o melhor. Everton Felipe reencontrou a confiança e está fazendo ótimas partidas.
O melhor de tudo foi a nova posição de Mena, que flutua mais avançado pela esquerda. Na partida contra o Arsenal de Sarandí, o lateral foi testado pela primeira vez dessa forma. Em poucos minutos, cruzou perfeito para André fazer, de cabeça, o segundo gol.
Na última quinta (13), na vitória por 3 a 0 ante a Chapecoense, outra assistência, desta vez para Diego Souza cabecear para as redes adversárias e se reconciliar com a torcida.
Diego que a imprensa paulista cravava no Palmeiras, mas acabou permanecendo no Sport após longa novela.
Nessa toada, o Leão pernambucano alcançou o quinto lugar do Brasileirão, com 21 pontos, e está na zona que leva à Libertadores.
Se terá fôlego ou não para se manter nesta área, veremos, mas que o time tem apresentado um futebol consistente, é fato.
Parece que o Sport fez bem a Luxemburgo e Luxemburgo fez bem ao Sport.
Foto: Williams Aguiar - Site Oficial do Sport Recife
* Houldine Nascimento é jornalista profissional, apaixonado por futebol e colaborador do Nordestebol.

Nenhum comentário: